Arquivos do Blog

Top X – Os 15 Melhores Jogadores do Mundo (2017/1)

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

Analisar um jogador pelo que ele fez durante um ano inteiro é bem complicado. Durante uma temporada ele pode viver altos e baixos, o que é absolutamente normal para qualquer atleta. Contudo, é também inviável analisar somente pelo que ele fez na última semana, já que certa regularidade é preciso para comprovar seu nível de atuação. Ainda assim, não podemos ignorar completamente a carreira do jogador e tudo que já o vimos construir. Optamos, então, por montar a lista baseado principalmente no desempenho semestral dos jogadores, sem ignorar a carreira que o mesmo já possui. Após a lista dos melhores jogadores do mundo no segundo semestre de 2015 e a lista dos melhores jogadores do mundo no primeiro e do segundo semestre de 2016, atualizamos nossa seleção. Sem mais delongas segue a lista com os melhores jogadores do mundo no primeiro semestre de 2017!

15 – Harry Kane

Tottenham Hotspur v Middlesbrough - Premier League

Harry Kane vem subindo de nível de forma assustadora. Artilheiro isolado da Premier League 2016-17 com a expressiva marca de 29 gols, o atacante foi o principal jogador do Tottenham, vice-campeão inglês. Kane alia força, mobilidade, ótimo posicionamento e uma incrível capacidade de finalização, o que faz dele um atacante completo e pronto para continuar sua ascendência rumo ao posto dos melhores do mundo.

14 – Sérgio Ramos

sergio-ramos

Sérgio Ramos é o zagueiro mais decisivo do mundo, isso é inegável. Embora seja um cara que jogue sujo, em muitas vezes, não há como negar sua importância para o Real Madrid e sua imposição como um dos atletas mais vencedores do mundo. Líder e mortal, o zagueiro espanhol nega maiores apresentações. Décimo quarto lugar para ele.

13 – Eden Hazard

EdenHazard

Hazard foi, juntamente com Kanté, os dois nomes maiores de um Chelsea campeão. Liderando o campeonato de ponta a ponta, o time de Antonio Conte teve no belga seu principal construtor de jogadas e segundo maior artilheiro com 15 gols. Hazard voltou a atuar em seu melhor nível e isto, por si só, já o credencia a um dos melhores jogadores do mundo.

12 – Zlatan Ibrahimovic

zlatan-united

Após terminar a temporada passada mais uma vez de forma brilhante, Zlatan Ibrahimovic foi para o Manchester United. O sueco, após se tornar o maior artilheiro da história do PSG e ser o artilheiro do time no Campeonato Francês, foi bem em sua jornada na terra da Rainha, sendo o principal jogador de um Manchester United que, embora tenha ficado na sexta posição da Premier League, conseguiu dois títulos na temporada (Europa League e Copa da Liga Inglesa). Ibra, com 35 anos, sofreu um pouco mais com lesões na temporada. Também é claro que ele vive ligeiro declínio técnico, mas, ainda assim, consegue se impor e ser um dos melhores jogadores do mundo. O “cara que só faz golaço” segue firme como um dos maiores da atualidade no futebol.

11 – Toni Kroos

ToniKroos

Toni Kroos e Luka Modric formam, junto com Casemiro uma trinca de meio campo absolutamente perfeita. O coração do Real Madrid, um time capaz de fazer gols por absurdos 65 jogos consecutivos, merece um destaque especial. Kroos marca, arma, carrega a bola, faz lançamentos, cadencia, dribla e finaliza, todos esses quesitos num nível de excelência. Reunindo todas as qualidades de um meia completo, o melhor jogador alemão em atividade fica com a décima primeira posição.

10 – Luka Modric

LukaModric

Luka Modric vive o auge da carreira. O croata faz, com Toni Kroos e Casemiro, um meio de campo perfeito. Não é só porque o Real Madrid tem Cristiano Ronaldo que o time faz gols por espantosos 65 jogos consecutivos, mas também por ter em seus meias uma qualidade incomparável de jogo. Nisso, Modric se destaca como um meio campista completo, com incrível capacidade de organizar o jogo, conduzir a bola, passar, marcar, chutar, driblar, cadenciar, lançar. Tudo no mais refinado grau técnico. O croata merece um Top 10.

09 – Andrés Iniesta

Andres-Iniesta

“Andrés Iniesta é gênio. Ele é diferente quando pega na bola.”. Muitos jogadores que enfrentaram o meia do Barcelona já disseram coisas semelhantes sobre ele. De fato, a carreira e tudo que já o vimos fazer já o credencia a estar entre os melhores. Visão de jogo incomparável, controle de bola muito acima do comum, passes e dribles precisos por si só, fazem de Iniesta um dos maiores da atualidade. Apesar de viver ligeiro declínio técnico devido o avançar da idade (33 anos), Iniesta ainda é muito diferenciado e poucos conseguem ser melhores do que ele.

08 – Philipe Coutinho

coutinho

Phillipe Coutinho segue sua ascensão na carreira de forma meteórica! Desde que chegou ao Liverpool, o brasileiro foi melhorando cada vez mais seu futebol. Dono de um dos chutes mais precisos de longas distâncias, além de veloz, driblador e com boa visão de jogo, o astro do Liverpool se tornou um meia-atacante completo. Notabilizou-se por seus golaços “ao melhor estilo Coutinho”, com carregadas de bola da meia esquerda para o centro e disparos certeiros de longas distâncias. Mais do que astro no Liverpool, o crescimento de Coutinho o tornou nessa temporada um pilar na Seleção Brasileira e um dos destaques da Premier League 2016-17. Oitavo lugar para o brasileiro!

07 – Pierre Emerick Aubameyang

Pierre-Emerick-Aubameyang

Aubameyang é o principal jogador do Borussia Dortmund já há três temporadas. Extremamente veloz, inteligente e decisivo, o gabonês se tornou unanimidade como um astro da Bundesliga e do futebol mundial! Com bom poder de finalização tanto com os pés como com a cabeça, bom posicionamento e ótima movimentação, atuando muito bem também longe do gol, Auba é um dos nomes mais importantes do futebol mundial na atualidade. Foi artilheiro da Bundesliga com uma expressiva marca de 31 gols. Segue como o sétimo melhor jogador do mundo.

06 – Robert Lewandowski

robert_lewandowski_original

Robert Lewandowski terminou a temporada de 2016 com números avassaladores! O atacante polonês marcou 56 gols, divididos em atuações pelo Bayern de Munique e pela seleção polonesa. Lewandowski foi vice artilheiro da Bundesliga 2016-17 com 30 gols e o principal jogador do Bayern de Munique no quinto título consecutivo do clube. Consolidado como principal jogador do Bayern de Munique, o polonês segue firme para buscar voos ainda maiores. Sexto lugar para o artilheiro polaco.

05 – Antoine Griezmann

Deportivo Alaves v Club Atletico de Madrid - La Liga

Diego Simeone chegou a afirmar que se Griezmann continuasse no Atlético de Madrid e mantivesse a curva ascendente que demonstrava, estaria em pouco tempo brigando de igual para igual com Messi e Cristiano Ronaldo. As previsões de El Cholo se confirmaram e o atacante francês foi o principal eleito o craque do Campeonato Espanhol 2015-16. Na UEFA Euro 2016 foi eleito o melhor jogador do torneio, sendo também artilheiro e principal nome do vice-campeonato da seleção francesa. Estabelecido como um astro do futebol mundial, o francês ficou em terceiro lugar na disputa pela Bola de Ouro e também entre os três melhores do ano pela FIFA. Oscilou depois, com uma queda de rendimento na segunda metade de 2016, mas retomou boa fase nesse semestre e foi o principal jogador de um Atlético de Madrid que mais uma vez foi semifinalista europeu. Segue intocável como principal jogador francês da atualidade e um dos melhores do mundo.

04 – Luís Suárez

Luís-Suárez

Luís Alberto Suárez Díaz, chamado de “El Pistoleiro” ou também de “Luisito” é o principal jogador uruguaio da atualidade, sendo o maior artilheiro da Celeste Olímpica de todos os tempos. Suárez, após ser brilhante na última temporada, onde foi um expoente tão grande quanto o próprio Messi no tridente do Barcelona, continuou com números excelentes nessa última temporada. Foi vice artilheiro do Campeonato Espanhol, com 28 gols, além de contribuir como um importante assistente do time. Pensou em gol, pensou em Luís Suárez. Segue como um dos mais notáveis jogadores do mundo!

03 – Neymar Júnior

neymar-brasil-argentina-2016

Depois de viver uma temporada 2014-15 mágica, Neymar oscilou bastante tanto pelo Barcelona como pela Seleção Brasileira. Contudo, o astro do Brasil voltou a subir de nível e teve em março o seu melhor mês, sendo naquele mês o melhor jogador do mundo. Oscilou um pouquinho, mas suas atuações já o credenciaram a voltar ao pódio. Veremos como continuará a carreira do brasileiro.

02 – Lionel Messi

lionel-messi-sevilla-barcelona-laliga-06112016_1d1wu95d62alx1ai4xwymyrxoj

Lionel Messi teve uma temporada com número individuais avassaladores. Foi artilheiro de La Liga 2016-17 com incríveis 37 gols, a maior quantidade entre todas as ligas europeias. Sua capacidade de enxergar o jogo coletivo, criar jogadas improváveis, driblar, destruir defesas, fazer arrancadas espetaculares e finalizar com eficiência inigualável o tornam um jogador inigualável. Contudo, nessa temporada, apesar do brilho individual e dos números assombrosos, o gênio argentino não conseguiu ser decisivo nos momentos mais agudos, exatamente o oposto de seu rival, Cristiano Ronaldo. Conquistou a Copa do Rei, com atuação brilhante na final, mas foi pouco. Principalmente comparado ao que Cristiano fez. Segundo lugar para La Pulga.

01 – Cristiano Ronaldo

Cristiano-Ronaldo

“A Máquina de Fazer Gols”, é assim que muitos se referem a Cristiano Ronaldo. CR7 é considerado para muitos o maior atleta da atualidade, e se pensarmos em atributos físicos, eles estão totalmente certos. Cristiano Ronaldo detém grande porte físico, alia força, velocidade, impulsão, posicionamento e finalizações num conjunto quase perfeito. Exímio atleta e destruidor de recordes, o português vinha de temporada com números discretos, principalmente quando comparados aos que ele tivera nos anos anteriores. Porém nos momentos decisivos, CR7 assombrou o mundo! Cristiano fez absurdos 10 gols nos últimos 5 jogos da Champions League, marcando 5 gols contra o Bayern, um triplete contra o rival Atlético de Madrid e dois na final, contra a Juventus. Credenciais mais que suficientes, juntamente com os títulos de campeão espanhol e europeu para lhe garantir o posto de melhor jogador do mundo. Quem poderá superar a máquina?

X – Menção honrosa

Quero deixar uma menção honrosa a dois jogadores que foram eleitos os melhores de suas respectivas ligas e merecem uma citação: N’Golo Kanté, do Chelsea e Edinson Cavani, do Paris Saint-Germain.

Top X – Os 15 Melhores Jogadores do Mundo (2016/2)

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

Analisar um jogador pelo que ele fez durante um ano inteiro é bem complicado. Durante uma temporada ele pode viver altos e baixos, o que é absolutamente normal para qualquer atleta. Contudo, é também inviável analisar somente pelo que ele fez na última semana, já que certa regularidade é preciso para comprovar seu nível de atuação. Ainda assim, não podemos ignorar completamente a carreira do jogador e tudo que já o vimos construir. Optamos, então, por montar a lista baseado principalmente no desempenho semestral dos jogadores, sem ignorar a carreira que o mesmo já possui. Após a lista dos melhores jogadores do mundo no segundo semestre de 2015 (colocar link) e a lista dos melhores jogadores do mundo no primeiro semestre de 2016 (colocar link), atualizamos nossa seleção. Sem mais delongas segue a lista com os melhores jogadores do mundo no segundo semestre de 2016!

15 – Edinson Cavani

cavani-psg

Após a saída de Zlatan Ibrahimovic do PSG, na metade desse ano, Edinson Cavani desandou a fazer gols pelo Paris Saint-Germain. Artilheiro máximo da atual temporada do Campeonato Francês, com uma média incrível de 18 gols em 16 jogos na competição. Também marcou 6 vezes, em 6 jogos, na UEFA Champions League e detém a posto de artilheiros das Eliminatórias sul-americanas para o Copa do Mundo FIFA 2018. Com atuações e números tão bons, o uruguaio merece o lugar entre os 15 melhores jogadores do semestre!

14 – Diego Costa

diegocosta

Diego Costa voltou a ser o mesmo jogador que foi na histórica temporada do título nacional do Atlético de Madrid, em 2013-14. Chamado por alguns de trator, tanque, ou até rolo compressor, or seu estilo de jogo, Diego vem fazendo campanha brilhante, com o técnico Antonio Conte, na Premier League, se tornando o principal jogador do Chelsea e artilheiro do campeonato com 14 gols, além de ter dado outras 5 assistências. Soma-se a esses números também as atuações sempre importantes, segurando a bola no ataque, fazendo movimentações, preparando jogadas decisivas e rompendo as defesas com sua grande força física e explosão muscular. Além disso, fez 3 gols em 3 jogos pela Seleção Espanhola, nas Eliminatórias europeias. Feitos tais que destacam Diego Costa a essa posição no ranking!

13 – Zlatan Ibrahimovic

zlatan-united

Após terminar a temporada passada mais uma vez de forma brilhante, Zlatan Ibrahimovic foi para o Manchester United. O sueco, após se tornar o maior artilheiro da história do PSG e ser o artilheiro do time no Campeonato Francês, começou muito bem sua jornada na Premier League, sendo atualmente o vice-artilheiro da competição. Ibra, com 35 anos, vive ligeiro declínio técnico e, ainda assim, consegue se impor e ser um dos melhores jogadores do mundo. O “cara que só faz golaço” segue firme como um dos maiores da atualidade no futebol.

12 – Manuel Neuer

manuel-neuer

Manuel Neuer é o melhor goleiro da atualidade. O alemão não somente é capaz de realizar defesas espetaculares, como ainda reformou a posição ao fazer, em diversos momentos da partida, jogadas de líbero. Seguro, decisivo e quase intransponível, a muralha alemã fica com a décima segunda posição.

11 – Arturo Vidal

UEFA Champions League - "FC Bayern Munich v Arsenal"

Arturo Vidal foi um monstro no primeiro semestre de 2016. O chileno assumiu a condição de titular absoluto e tomou conta do meio de campo do Bayern de Munique. Implacável na marcação, estupendo na leitura de jogo, posicionamento e capacidade de ocupação de espaço, além de fortíssimo com suas chegadas sempre incisivas dentro da área, Vidal demonstrou por diversas vezes estar sempre no lugar certo na hora certa, seja qual for o lugar do campo. Principal jogador e líder da seleção chilena na conquista da Copa América Centenário e nas Eliminatórias sul-americanas, Vidal fez ótimo ano. Caiu um pouco, como o time do Bayern inteiro com a chegada de Carlo Ancelotti e essa fase de transição que o time passa. Ainda assim, tem tudo para crescer ainda mais com o entrosamento da equipe melhorando.

10 – Andrés Iniesta

Andres-Iniesta

“Andrés Iniesta é gênio. Ele é diferente quando pega na bola.” Muitos jogadores que enfrentaram o meia do Barcelona já disseram coisas semelhantes sobre ele. De fato, a carreira e tudo que já o vimos fazer já o credencia a estar entre os melhores. Visão de jogo incomparável, controle de bola muito acima do comum, passes e dribles precisos por si só, fazem de Iniesta um dos maiores da atualidade. Apesar de viver ligeiro declínio técnico devido o avançar da idade (32 anos), Iniesta ainda é muito diferenciado e poucos conseguem ser melhores do que ele.

09 – Philipe Coutinho

coutinho

Phillipe Coutinho segue sua ascensão na carreira de for meteórica! Desde que chegou ao Liverpool, o brasileiro foi melhorando cada vez mais seu futebol. Dono de um dos chutes mais preciso de longas distâncias, além de veloz, driblador e com boa visão de jogo, o astro do Liverpool se tornou um meia-atacante completo. Notabilizou-se por seus golaços “ao melhor estilo Coutinho”, com carregadas de bola da meia esquerda para o centro e disparos certeiros de longas distâncias. Mais do que astro no Liverpool, o crescimento de Coutinho o tornou nessa temporada um pilar na Seleção Brasileira e o melhor jogador do primeiro semestre da Premier League 2016-17. Nono lugar para o brasileiro!

08 – Robert Lewandowski

robert_lewandowski_original

Robert Lewandowski terminou a última temporada com números avassaladores! O atacante polonês marcou 56 gols, divididos em atuações pelo Bayern de Munique e pela seleção polonesa. Lewandowski foi artilheiro da Bundesliga 2015-16 com 30 gols e o principal jogador do Bayern de Munique na temporada. Foi até as quartas de final da Euro 2016 coma a seleção polonesa, fazendo boa campanha. Lewandowski se consolidou como o principal jogador do Bayern de Munique na última temporada e nesse semestre se manteve como tal. Oitavo lugar para o artilheiro polonês.

07 – Pierre Emerick Aubameyang

Pierre-Emerick-Aubameyang

Aubameyang é o principal jogador do Borussia Dortmund já há duas temporadas. Extremamente veloz, inteligente e decisivo, o gabonês se consolidou como um astro da Bundesliga e do futebol mundial! Com bom poder de finalização tanto com os pés como com a cabeça, bom posicionamento e ótima movimentação, atuando muito bem também longe do gol, Auba é um dos nomes mais importante do futebol mundial na atualidade. Sua estrondosa média de gols na atual temporada da Bundesliga, 16 gols em 15 jogos, aliada as qualidades já apresentadas o credencia a sétimo melhor jogador do mundo.

06 – Antoine Griezmann

antoine-griezmann-atletico-madrid

Diego Simeone chegou a afirmar que se Griezmann continuasse no Atlético de Madrid e mantivesse a curva ascendente que demonstrava, estaria em pouco tempo brigando de igual para igual com Messi e Cristiano Ronaldo. As previsões de El Cholo se tornaram verdade na última temporada, onde o atacante francês foi gigantesco. Griezmann foi o principal nome do Atlético de Madrid na temporada e eleito o craque do último Campeonato Espanhol. Na UEFA Euro 2016 foi eleito o melhor jogador do torneio, sendo também artilheiro e principal nome do vice-campeonato da seleção francesa. Estabelecido como um astro do futebol mundial, o francês ficou em terceiro lugar na disputa pela Bola de Ouro e também entre os três melhores do ano pela FIFA. Caiu de rendimento na segunda metade desse semestre, mais precisamente nos últimos três meses, o que o coloca nessa posição, mas tem futebol para retornar ao Top 5 no próximo semestre.

05 – Neymar Júnior

neymar-brasil-argentina-2016

Depois de viver uma temporada 2014-15 mágica, Neymar oscilou bastante tanto pelo Barcelona como pela Seleção Brasileira. Contudo, o astro do Brasil vem conseguindo manter uma regularidade muito boa nessa temporada. Após iniciar o semestre liderando a Seleção Olímpica do Brasil na conquista do primeiro ouro olímpico da história do país, o jogador do Barcelona vive momento estável no Barcelona, com números de gols baixo no Campeonato Espanhol, mas com atuações muito mais maduras, coletivamente falando. Com 50 gols pela seleção brasileira, já é o quinto maior artilheiro com apenas 23 anos de idade. Em quinto lugar, Neymar tem tudo para voltar a ser Top 3 do futebol mundial, até mesmo o primeiro em alguns anos. Veremos como continuará a carreira do brasileiro.

04 – Gareth Bale

Gareth-Bale

Após voltar em grande estilo no fim da última temporada e ser decisivo nas arrancadas do Real Madrid rumo ao vice campeonato de La Liga e do décimo primeiro títula da UEFA Champions League, Gareth Bale continuou como um dos maiores jogadores do mundo. É um astro de vital importância no esquema de jogo de Zidane e tem papel fundamental na temporada de números avassaladores do time merengue. Sempre vale lembrar que Gareth Bale fez história com sua seleção, levando País de Gales a primeira semifinal de Eurocopa, na primeira participação da história do país na fase final da competição. Praticamente completo, Bale alia força, velocidade, chutes precisos, cabeceios e posicionamentos nos mais altos índices, o que faz dele o quarto melhor jogador do mundo.

03 – Luís Suárez

Luís-Suárez

Luís Alberto Suárez Díaz, chamado de “El Pistoleiro” ou também de “Luisito” é o principal jogador uruguaio da atualidade, sendo o maior artilheiro da Celeste Olímpica de todos os tempos. Suárez, após ser brilhante na última temporada, onde foi um expoente tão grande quanto o próprio Messi no tridente do Barcelona, continuou com números avassaladores nesse semestre. Atual artilheiro do Campeonato Espanhol, ao lado de Messi, e importante assistente do time. Luisito também liderou sua seleção nas eliminatórias, ajudando a Celeste Olímpica a estar na vice-liderança do torneio. Pensou em gol, pensou em Luís Suárez. Continua assim nesse semestre.

02 – Cristiano Ronaldo

Cristiano-Ronaldo

“A Máquina de Fazer Gols”, é assim que muitos se referem a Cristiano Ronaldo. CR7 é considerado para muitos o maior atleta da atualidade, e se pensarmos em atributos físicos, eles estão totalmente certos. Cristiano Ronaldo detém grande porte físico, alia força, velocidade, impulsão, posicionamento e finalizações num conjunto quase perfeito. Exímio atleta e destruidor de recordes, o português atingiu na última temporada os recordes de maior artilheiro da história do Real Madrid e o de maior artilheiro de uma edição de fase de grupos da Liga dos Campões, liderando a equipe rumo ao décimo primeiro título. Também foi eleito melhor jogador do Mundial de Clubes 2016 e ganhou sua quarta Bola do Ouro. Liderou Portugal de forma sublime à conquista da UEFA Euro 2016, a primeira da história do país. São números, títulos, características que fazem de CR7 uma lenda, um jogador no mesmo patamar de Messi, e faz dele o maior jogador português de todos os tempos.

01 – Lionel Messi

lionel-messi-sevilla-barcelona-laliga-06112016_1d1wu95d62alx1ai4xwymyrxoj

Lionel Andrés Messi é simplesmente o principal jogador do mundo na atualidade. Não somente isso, “La Pulga”, como também é conhecido, vem destruindo recordes atrás de recordes, desde que se profissionalizou. Menos completo no que se diz a aptidões físicas se comparado a seu maior rival, Cristiano Ronaldo, Messi compensa com sobras no talento e na genialidade. A capacidade de enxergar o jogo coletivo, criar jogadas improváveis, driblar, destruir defesas, fazer arrancadas espetaculares e finalizar com eficiência inigualável fazem do gênio argentino o melhor jogador do mundo. Após conquistar na última temporada o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei pelo Barcelona e ser o melhor jogador disparado da Copa América Centenário, Messi se tornou o maior artilheiro da história da seleção argentina, ultrapassando Gabriel Batistuta. Soma atualmente 57 gols. Não há jogador de futebol no mundo com a capacidade de chamar o jogo pra si e colocá-lo “debaixo do braço” com tamanha eficiência quanto o gênio argentino.

Top X – Os 6 Melhores Momentos da Sexta Temporada de Game of Thrones

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

Baseado na série de livros As Crônicas de Gelo e Fogo (A Song of Ice and Fire no original) de George R. R. Martin, Game of Thrones é uma série de televisão produzida pelo HBO de enorme sucesso mundial. Criada por David Benioff e D. B. Weiss, a série se tornou um grande sucesso de crítica e de popularidade, notabilizando-se como uma das maiores e mais icônicas séries de todos os tempos.

1434624

Intro oficial da série

Anteriormente, fizemos uma lista com as 12 Cenas Mais Marcantes de Game of Thrones, cobrindo da primeira até a quinta temporada. Com o findar da sexta temporada, listamos, nesse Top X, as 6 cenas mais marcantes da mesma! Mantivemos os mesmos critérios da lista anterior, considerando a qualidade técnica da cena, a atuação dos atores, as ações dos personagens, o quão marcante ela foi, sua importância no enredo, seu propósito e sua coerência, para assim montar a nossa lista. Sem mais delongas, segue a nossa seleção.

[AVISO: O TEXTO ABAIXO CONTÉM SPOILERS!!! SE VOCÊ AINDA NÃO ASSISTIU A GAME OF THRONES OU MESMO LEU OS LIVROS DE GEORGE R. R. MARTIN, LEIA POR SUA CONTA E RISCO.]

6 – O novo Rei do Norte e a retorno da verdadeira herdeira do Trono de Ferro

O episódio 10 dessa sexta temporada foi o melhor entre todos os episódios de encerramento de temporadas disparado! É interessante como esse episódio foi capaz de juntar as pontas que pareciam tão distantes na série e colocarem elas nos trilhos para convergir num embate que tem tudo para ser épico. Dois pontos em especial chamam a atenção: a aclamação de Jon Snow como o novo Rei do Norte e a partida de Daenerys, seus três dragões e seu imenso exército rumo a Westeros. O primeiro não só reafirma Jon Snow como um protagonista na série, como também faz dele um dos dois pilares de toda a história, o “Gelo” sobre as quais as crônicas são contadas. Já Daenerys, põe-se a caminho de Westeros para finalmente tomar o trono e demonstra se o outro pilar dessa lenda que gostamos tanto de acompanhar. Sim, Daenerys é o “Fogo” do qual as crônicas querem nos fazer lembrar. Jon Snow se prepara apra a batalha contra os Outros, Daenerys, para tomar o Trono de Ferro, diametralmente opostos na história, mas fadados a um encontro épico. E com as revelações sobre o passado de Jon, as teorias e a história do Azor Ahai muita coisas surpreendentes ainda podem acontecer. Por enquanto ficamos com essas recordações, toda a preparação e propósito desses momentos crucias e nos preparemos para o melhor que, certamente, está por vir.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Niguém em toda série se fortaleceu mais do que Jon Snow e Daenerys Targaryen. Agora, eles se preparam para as maiores batalhas de suas vidas.

5 – Daenerys Targaryen contra os Mestres da Baía dos Escravos

A massacrante vitória de Daenerys Targarien frente ao exército dos Mestres da Baía dos Escravos foi ao ar no episódio 9 da sexta temporada. Essa batalha é emblemática pois nela podemos ver pela primeira vez a “Mãe de Dragões” lutando junto com os três, após eles já estarem consideravelmente grandes e poderosos. A batalha é bastante esclarecedora, visto que o poder dos três dragões de Daenerys torna-se comprovadamente um desafio quase insuperável. A cena é importante por constatar esse fato e estabelecer Daenerys definitivamente como alguém capaz de reescrever a história, tal como seu ancestral Aegon, O Conquistador.  Além disso, a cena também mostra um capricho técnico bastante convincente, com tomadas aéreas e planos muito bem escolhidos pela direção. Ver os três dragões em ação pela primeira vez é um deleite para os fãs, e felizmente, a direção de efeitos especiais também fizeram um trabalho dignos de elogio.

Daenerys Targaryen and Your Trhee Dragons

Daenerys Targaryen montada em Drogon, ao lado de Viserion e Rhaegal.

4 – Ataque dos White Walkers e Morte de Hodor

A cena que foi ao ar no final do quinto episódio dessa sexta temporada é extremamente importante para muitas questões abertas em Game of Thrones. Primeiramente temos uma reafirmação e, até mesmo, uma elevação da importância de Brandon Stark como aquele que assumirá o lugar do Corvo de Três Olhos e se tornará o maior Warg do mundo. Temos também revelações sobre os Meninos da Floresta e a origem dos White Walkers, a morte do Corvo de Três Olhos e abertura do posto para o próprio Bran e as chocantes revelações sobre o passado de Hodor e seu trágico destino. Todos esses acontecimentos servem como um ponto de virada muito importante para o roteiro, abre novas possibilidades e levantam ainda mais questões para o enredo. Sem dúvidas uma das cenas mais chocantes e importantes de toda a temporada.

Holdor

O trágico destino de Hodor chocou muitos fãs.

3 – Ressureição de Jon Snow

A ressurreição de Jon Snow é a cena que todos queriam ver. Para alguns ela pode até ser considerada como um fanservice, mas a verdade é que a volta do bastardo de Ned Stark é crucial para o enredo da série e as resoluções que a trama possivelmente terá. O trabalho de preparação foi muito bem feito, criando uma tensão e um clima bastante adequado. A atuação de Kit Harington (que normalmente não é tão relevante) merece destaque nesse momento. De um homem morto a renascido e principal candidato a Azor Ahai, Jon Snow se afirmou como o protagonista que a série ainda não tinha e esse, por si só, já é um ponto vital para toda a obra. Cena memorável, crucial e muito bem dirigida.

Jon Snow Rise

Ressurreição de Jon Snow foi um dos pontos mais altos da temporada.

2 – Explosão do Grande Septo de Baelor

A explosão do Grande Septo de Baelor, cena que foi ao ar na Season Finale dessa sexta temporada, é sem dúvidas um dos acontecimentos mais marcantes de toda a série, principalmente no que diz respeito a própria história de Westeros e seu povo. Desde a chegada dos Ândalos a Westeros e a dominância dos mesmos sobre os Primeiros Homens, ou seja, há aproximadamente 6000 anos antes de Aegon, O Conquistador tomar Westeros e dominar os Sete Reinos, que a Fé dos Sete reina soberana como principal religião do continente (ainda que no norte a fé nos Antigos Deuses da Floresta seja prevalente). O Grande Septo, que já passava dos 130 anos de construção, tornara-se símbolo maior da Fé dos Sete e da própria cultura e história de Porto Real. Importante, imponente e sagrado, este era o monumento que Cersei Lannister destruiu impiedosamente. Como se já não fosse uma atitude de ousadia extrema, Cersei matou na explosão do Septo toda a fé militante, o próprio Alto Septão (chefe de toda a religião dos Sete), o futuro da Casa Tyrell, a Rainha de Westeros e mais um monte de gente importante. Por consequência, o Rei, seu filho Tommen Baratheon, suicidou e deixou o trono sem um sucessor. Resultado? A própria Cersei sentou-se no Trono de Ferro. Depois de tudo isso, não é nem preciso reafirmar a importância dessa cena para a história. Também vale destacar o ótimo trabalho da direção que conduziu o acontecimento criando um ótimo clima de tensão e proporcionando um grande espetáculo visual como resultado final.

Grande Septo de Baelor

Grande Septo de Baelor (em primeiro plano) em Porto Real. Ao fundo, a Fortaleza Vermelha.

1 – Batalha dos Bastardos

A Batalha dos Bastardos, acontecimentos que foi ao ar no episódio 9 dessa sexta temporada, é certamente o momento mais memorável da temporada, e provavelmente, de toda a série. Após Jon Snow voltar a vida, reencontrar Sansa e se deparar com o apoderamento do Norte e o sequestro de Rickon Stark, ambos por parte de Ramsay Bolton, a guerra pela retomada do lugar e pelo resgate do caçula de Eddard Stark tornou-se anunciada. A Batalha dos bastardos é um espetáculo quase incomparável, pois alia um clima de tensão inigualável, uma direção minuciosamente bem feita, quebras de expectativas e atuações num nível de excelência. Kit Harington merece (novamente) uma citação a parte, conseguindo sobressair com outra atuação digna de nota. Importante para os rumos da trama, coerente e inegavelmente marcante, a Batalha dos Bastardos fica em primeiro lugar como o melhor momento da sexta temporada de Game of Thrones.

Jon Snow vs Ramsay Bolton

E esse foi o nosso Top X com as 6 melhores cenas da sexta temporada de Game of Thrones! Esta que, mesmo com altos e baixos, terminou da melhor maneira possível! E, enquanto não chega logo o retorno da série, vamos controlando nossa ansiedade ao relembrar esses grandiosos momentos. E então, faltou alguma? O que espera da sétima temporada? Comente, discorde, concorde, monte sua lista também. E que venha a sétima temporada de Game of Thrones!

Top X – Os 10 Melhores Goleiros do Mundo

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

Elaborar uma lista com os melhores goleiros do mundo não é uma tarefa fácil. Esta é a posição mais perversa do futebol, afinal o goleiro pode fazer grandes defesas durante uma partida, salvando o seu time várias vezes, no entanto basta uma falha para tudo se desmoronar. Além disso, no futebol atual, diversas outras características são importantes como a reposição da bola e a saída do gol, tornando a posição muito mais complexa de ser analisada.

Tendo em visto tudo isso, elaboramos uma lista tentando levar em conta principalmente a segurança que o goleiro passa para seu time e sua regularidade, mas também analisamos sua qualidade técnica, elasticidade, posicionamento, quantidade de defesas difíceis, saídas do gol, aproveitamento nos pênaltis, qualidade com os pés, reposição de bola e poder de decisão em grandes jogos. Enfim, segue a nossa lista com os 10 melhores goleiros do mundo em 2015/2016.

10 – Hugo Lloris

lloris-france-2016

Goleiro titular da seleção francesa e do Tottenham Hotspurs, Hugo Lloris é um dos mais regulares e seguros do mundo. É um goleiro técnico, com ótimo posicionamento e boa saída de bola. Tranquilo e experiente, transporta uma grande confiança para seu time.

9 – Jan Oblak

ATLETICO 15/16 ATHLETIC 15/16

Titular no gol do Atlético de Madrid, o jovem goleiro Jan Oblak, de apenas 23 anos, vem se destacando como um dos mais promissores do mundo em sua posição. Seguro e tranquilo, o esloveno é uma das chaves da quase intransponível defesa Colchonera. Oblak se destaca pelo ótimo posicionamento, boas saídas do gol e grande regularidade. Tem tudo para evoluir ainda mais e brigar pelo posto de melhor goleiro do mundo dentro de alguns anos.

8 – Petr Cech

petrcech2016

Ídolo do Chelsea e, atualmente, protetor da meta do Arsenal, Petr Cech ainda é um dos principais do mundo em sua posição. O experiente goleiro da República Tcheca se destaca por sua grande capacidade de decidir jogos grandes com suas grandes defesas, além de ser muito regular, mostrar ótimo posicionamento e qualidade tanto na reposição de bola. Sétimo lugar para ele.

7 – Diego Alves

DiegoAlves2016

Principal goleiro brasileiro em atividade, Diego Alves se destaca como um dos melhores goleiros do futebol espanhol. Recordista de defesa de pênaltis na Liga BBVA, Diego Alves é também o arqueiro que mais defendeu pênaltis dos dois melhores jogadores do mundo – Messi e Cristiano Ronaldo – um feito notável. Além dos pênaltis, Diego também é capaz de fazer grandes defesas, tem boa regularidade, bom posicionamento e qualidade com os pés, transportando muita segurança para seu time.

6 – Thibaut Courtois

courtois2016

Campeão Espanhol pelo Atlético de Madrid e campeão Inglês pelo Chelsea, Thibaut Courtois se tornou um dos principais nomes da posição no mundo. Alto, ágil e de grande elasticidade, o jovem goleiro da seleção belga é capaz de realizar grandes defesas, sendo decisivo em muitas partidas. Além disso, Courtois também tem ótimo posicionamento, boa saída do gol e boa reposição de bola.

5 – Gianluigi Buffon

buffon2016

Gianluigi Buffon se tornou uma lenda na história da Juventus e da Seleção Italiana. Campeão do mundo e recordista de jogos pela Azzurra, além de multicampeão pelos Bianconeri. Mesmo aos 38 anos de idade, Buffon ainda é um dos principais goleiros do mundo e se destaque como um líder nato, seguro, regular e de extrema competência debaixo das traves. Tem ótimo posicionamento, excelente técnica e amplo poder de decisão.

4 – Joe Hart

England v Switzerland - UEFA Euro 2016 Qualifying Group E

Titular absoluto da Seleção Inglesa e do gol do Manchester City, Joe Hart se destaca pela grande elasticidade e capacidade de realizar defesas difíceis. Também é um grande pegador de pênaltis e um goleiro de muita técnica. Alia grande técnica e poder de decisão, transpondo segurança e confiança para seu time. Um dos melhores do mundo em sua posição.

3 – Keylor Navas

keylor-navas-2016

Keylor Navas se destacou para o mundo após fazer uma brilhante Copa do Mundo em 2014, no Brasil. Logo após foi para o Real Madrid e em 2015, com a saída de Iker Casillas, assumiu a titularidade no gol merengue. Alia grande agilidade e elasticidade, ótimo posicionamento e grande qualidade técnica, com isso realiza uma grande quantidade de defesas difíceis. Também tem ótimas saídas do gol, bom aproveitamento nos pênaltis e grande poder de decisão. Suas saídas do gol e de reposição de bola também são muito boas. Terceiro lugar para ele.

2 – David De Gea

DaviddeGea2016

David De Gea se tornou titular absoluto e um dos principais jogadores do Manchester United e de todo o futebol inglês. Assumiu o posto de Casillas no gol da Seleção Espanhola e caminha a passos largos para ser o principal goleiro do mundo, Extremamente regular, alia ótima qualidade técnica e decide vários jogos com defesas espetaculares. Também tem um posicionamento muito bom, ótimas saídas do gol, boa qualidade com os pés e na reposição de bola. Está muito próximo de ser o melhor goleiro do mundo.

1 – Manuel Neuer

manuel-neuer

Manuel Neuer, a muralha alemã, multicampeão com o Bayer de Munique, e campeão da Copa do Mundo em 2014, no Brasil. O alemão não somente é capaz de realizar defesas espetaculares, como ainda revolucionou a posição ao fazer em diversos momentos da partida, jogadas de líbero. Seguro, decisivo e quase intransponível, tem posicionamento quase perfeito, é um excelente pegador de pênaltis e tem a melhor reposição de bola e habilidade com os pés entre todos da sua posição. Não por acaso, Neuer segue soberano como o número 1 em sua posição no mundo.

Top X – 5 Apostas Para a Sexta Temporada de Game of Thrones

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

Baseado na série de livros As Crônicas de Gelo e Fogo (A Song of Ice and Fire no original) de George R. R. Martin, Game of Thrones é uma série de televisão produzida pelo HBO de enorme sucesso mundial. Criada por David Benioff e D. B. Weiss, a série se tornou um grande sucesso de crítica e de popularidade, notabilizando-se como uma das maiores e mais icônicas séries de todos os tempos.

1434624

Intro oficial da série.

Game of Thrones aproxima-se de sua sexta temporada e, nesse Top X, traremos uma lista com 5 coisas que achamos muito prováveis de acontecer nessa sexta temporada. Nossas apostas não foram baseadas nas revelações e suspenses levantados pelos teasers e pelo trailer, pois ali já temos alguma noção do que veremos. Tentamos ir além e apostar em coisas que ainda não foram reveladas. Então preparem-se e confiram nossas apostas!

[AVISO: O TEXTO ABAIXO PODE CONTER SPOILERS!!! SE VOCÊ AINDA NÃO ASSISTIU A GAME OF THRONES OU MESMO LEU OS LIVROS DE GEORGE R. R. MARTIN, LEIA POR SUA CONTA E RISCO.]

5 – Tyrion soltará os outros dois dragões de Daenerys: Viserion e Rhaegal

Uma aposta um pouco óbvia, até pelo que foi revelado no último trailer. Tyrion soltará os dois dragões de Daenerys, Viserion e Rhaegal, e poderá mudar completamente o rumo do jogo e de toda a trama. Sabemos que capacidade e engenhosidade o pequeno Lannister tem de sobra. Agora resta saber: como ele usará os dragões?

tyrion-lannister

4 – Petyr Baelish, o Mindinho, descobrirá sobre os White Walkers

Uma aposta um pouco aleatória, mas que pode se concretizar. Mindinho é uma grande incógnita e seus objetivos são totalmente obscuros. Apostamos que ele possa tomar conhecimento da maior guerra de Game of Thrones e, por conseguinte, planejar e mudar o seu rumo de alguma forma, quer seja para o bem ou para o mal. Sabemos a capacidade manipuladora, estratégica e sorrateira que ele joga, seu papel pode se tornar vital. Não duvidemos de Petyr Baelish!

peytr-baelish

3 – Morte de Tommen Baratheon

Cersei já havia recebido a profecia de que perderia seus três filhos. Joffrey morreu na quarta temporada, Myrcella morreu no final da quinta. É a vez de Tommen? Apostamos que sim! O atual Senhor dos Sete Reinos deve morrer e abrir comportas para mais uma grande questão: quem assumirá o lugar no trono de ferro?

tommon-baratheon

2 – A Volta de Jon Snow

Possivelmente a aposta que os fãs mais querem ver concretizada seja a volta de Jon Snow. Não vejo outro personagem capaz de enfrentar os Outros e, porque não, ser o Azor Ahai, o grande guerreiro que salvará Westeros na longa noite. Também haverá a chamada “Guerra dos Bastardos”, guerra dita entre os bastardos Ramsey Snow e Jon Snow. O ator Kit Harington já foi visto em sets de filmagem, além disso, tem mantido a aparência do personagem. Fortes indícios de que Jon continuará em cena nessa temporada. Resta saber se ele irá ressuscitar ou voltará como um zumbi ou algo mais alternativo.

jon-snow-ghost

1 – O reaparecimento de Benjen Stark

Essa é uma das apostas mais altas e mais improváveis. Haverá a “Batalha dos Bastardos”, como estão chamando, e provavelmente será a batalha do episódio 9 da sexta temporada. Apostamos que, até lá, Benjen Stark já terá reaparecido e exercerá papel importante na guerra e no decorrer da trama.

benjen_stark

Esse foi nosso Top X com cinco apostas para a tão aguardada sexta temporada de Game of Thrones! E então, o que acham? Quais são suas apostas? Compartilhem conosco! E que venha a Season 6!

Top X – Os 5 Melhores Técnicos do Mundo

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

O que é preciso para ser um bom treinador? Podemos pensar em conhecimento tático, criatividade e inovação em modelos de jogo, saber garimpar no mercado as melhores peças, utilizar bem as categorias de base e os jovens jogadores, ter o grupo na mão, conseguir tirar o melhor de cada jogador, administrar o elenco, fazer o time jogar coletivamente ou montar um sistema de jogo que favoreça ao craque decidir as partidas. São algumas das características que bons treinadores devem possuir, mas encontra-las juntas em um único técnico é praticamente impossível. Cada um tem seu estilo e, independentemente de qual seja, cada um pode funcionar de sua maneira. Diante de tudo isso, montar uma lista com os melhores técnicos do mundo é algo muito difícil, por isso montamos nossa lista pensando em tudo isso já citado, sem esquecer o currículo de cada um e o quão notável já foram seus feitos. Enfim, segue a nossa lista com os 5 melhores treinadores da atualidade.

5 – Luis Enrique

luis-enrique

Luis Enrique chegou ao Barcelona após bons trabalhos na Roma e no Celta de Vigo, ainda que não tivesse nenhum título como treinador até então. Com um passado vitorioso como jogador do Barcelona, o técnico tinha o maior desafio de sua carreira: reconduzir o Barcelona ao topo do mundo. E ele conseguiu. Em sua primeira temporada conquistou o triplete (venceu a Copa do Rei, o Campeonato Espanhol e a UEFA Champions League), feito até então alcançado apenas por Pep Guardiola. Já na atual temporada conquistou a Supercopa da UEFA e o Mundial de Clubes da FIFA, lidera a Liga BBVA e está nas oitavas da Champions League. Caminha a passos largos para repetir o triplete e quebrar cada vez mais recordes. Alguns podem questionar sua capacidade como treinador, visto que ele tem algumas das melhores peças possíveis para a montagem de seu time, e com tais peças as coisas fluem mais facilmente. De fato, mas usando uma explicação já clichê (e totalmente coerente!) no mundo futebolístico: não são grandes estrelas que formam um supertime, e sim um excelente time que forma grandes estrelas. Luis Enrique conseguiu isso no Barcelona, e o desempenho e os números de sua equipe já são superiores aos do histórico Barça de Pep Guardiola.

4 – Carlo Ancelotti

carlo-ancelotti

Carlo Ancelotti é um dos técnicos mais prestigiados da atualidade. Três vezes campeão da UEFA Champions League, campeão da Premier League, campeão da Ligue 1, bi campeão Mundial de Clubes da FIFA, além de diversos outros troféus, fazem dele um dos treinadores mais vitoriosos do mundo. É ídolo da torcida do Milan com duas conquistas de Champions League, além de conquistar La Décima para o Real Madrid, o que o deixou na história dos maiores vencedores da principal competição de clubes do mundo. Ancelotti é praticamente completo: alia grande conhecimento tático, criatividade e inovação em modelos de jogo, tem o grupo na mão e sabe como administrar o elenco, consegue tirar o melhor de cada jogador, fazer o time jogar coletivamente e desenhar o jogo de forma que favoreça ao craque decidir as partidas. Deu um nó tático inesquecível em Pep Guardiola, quando o Real Madrid venceu o Bayern de Munique por 4 x 0 em plena Allianz Arena, na semifinal da Champions League de 2014. Por sua incrível carreira e pelos feitos grandiosos, Ancelotti é o quarto colocado.

3 – Jurgen Klopp

jurgen-klopp

Jurgen Klopp é idolatrado pela torcida do Borussia Dotmund, não por menos, e o segundo técnico mais vitorioso da história do clube. Mas o mais curioso é que Klopp já é amado também pela torcida do Liverpool. Estranho, não? Afinal ele só tem meia temporada de clube, e ainda não conquistou nada. Em termos técnicos, Klopp é inegavelmente um dos melhores do mundo, mas ele tem algo a mais, algo que poucos possuem (pelo menos não no nível dele): carisma. Klopp é contagiante, seu estilo, sua personalidade e sua sinceridade são capazes de fazer um grupo de jogadores e uma torcida inteira apoiarem seus ideais e conquistarem resultados muito além de suas expectativas. Foi assim no Borussia Dortmund, tem tudo para ser assim no Liverpool. Como se já não fosse o suficiente, Klopp é inovador, consegue tirar o máximo de cada jogador, sabe usar as categorias de base, sabe garimpar muito bem as peças no mercado, administra magistralmente seu elenco e tem o respeito de todos. Ver os times do alemão em campo é sempre um grande atrativo. O “Normal-One” fica em terceiro lugar da lista.

2 – Josep Guardiola

Pep Guardiola, Bayern Munich manager

Pep Guardiola é, sem dúvidas, o técnico mais badalado do mundo. Visto por muito como um gênio entre os gênios, o espanhol marcou época com o Barcelona e uma revolução no conceito de jogo no futebol. Não distante disso, foi multicampão no clube catalão, com a incrível marca de 14 títulos em cinco anos. Chamado por alguns de Einstein do futebol, Guardiola notabilizou-se por transformar muitos conceitos da coletividade do esporte, como o jogo de posições e as funções de cada jogador. Com isso, quebrou vários paradigmas e, indiretamente, formou a base do conceito de jogo usado pelas duas últimas seleções campeãs mundiais. Guardiola é completo, sua inventividade, seu conhecimento técnico e tático, sua capacidade de tirar o máximo de cada jogador, sua forma de administrar os elencos e, principalmente, de ter o respeito de todos o credenciam como o principal técnico do mundo. Ainda assim, falta algo para que Guardiola seja indiscutivelmente o melhor: trabalhar com um menor orçamento e conseguir manter o desempenho. Até hoje ele treinou atletas no auge de suas carreiras e clubes financeiramente milionários, capazes de buscarem as melhores peças disponíveis. Seria interessante ver até onde ele iria ao trabalhar num patamar de clube diferente. Será que ele conseguiria o mesmo desempenho? Fica a pergunta.

1 – Diego Simeone

Diego Simeone Atletico Madrid

Diego Simeone é técnico do Atlético de Madrid desde 2011, e faz até então um trabalho praticamente irretocável. Mesmo com um orçamento inferior, Simeone fez do Atlético um time de mesmo nível dos gigantes europeus. Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique, Juventus, Chelsea, Paris Saint-Germain, nenhum deles está acima do Atlético de Madrid. O feito de Simeone é enorme, seu time joga num nível de competitividade absurdo! O entrosamento, a garra, a coletividade, a defesa praticamente intransponível são reflexos da personalidade e do espírito do técnico argentino. A alma de Simeone está no jogo de seu time de uma forma tão enraizada que contagia a todos. Isso o faz ainda mais ídolo da torcida! Como se já não fosse o bastante, Simeone ainda é taticamente irretocável, sabe garimpar no mercado as melhores peças, utiliza bem as categorias de base e os jovens jogadores, tem o grupo na mão com a maior plenitude do futebol mundial e consegue tirar o máximo de cada jogador, administra o elenco e faz o seu time jogar de uma forma tão ideológica, que parece estarmos vendo 11 Simeones em campo. Simplesmente fantástico!

Top X – Os 10 Melhores Momentos de Naruto

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

Naruto-volume1-capa

Naruto é uma série de mangá japonês escrito e ilustrado por Masashi Kishimoto, publicado na revista Weekly Shonen Jump, da editora Shueisha, de setembro de 1999 a dezembro de 2014, contabilizando 700 capítulos, encadernados em 72 volumes. O mangá é um sucesso comercial inquestionável que já vendeu mais de 130 milhões de cópias no Japão e mais de 70 milhões no exterior, tornando-se a terceira série de mangá mais vendida da história. Sua popularidade levou a série a ser adaptada em um anime homônimo, totalizando 220 episódios, e uma sequência intitulada Naruto Shippuuden, correspondente a segunda parte do mangá. A franquia gerou também 10 filmes, diversos OVAs, jogos de vídeo-game, card games, light novels e muitos outros produtos. Sucesso absoluto no Brasil, o mangá foi lançado aqui pela editora Panini, concluindo duas versões, uma comum e outra em formato pocket. Atualmente está sendo relançado pela mesma editora em um formato com acabamento e qualidade superior, chamado Naruto Gold.

Nesse Top X, traremos uma lista com os 10 melhores momentos de toda a saga do mangá. Para criar a lista consideramos a qualidade da arte, as ações e desenvolvimentos dos personagens, o quão impactante ela foi, sua importância para o enredo e desenvolvimento da história, seu propósito e sua coerência dentro do contexto geral da obra. Sem mais delongas, segue a lista com os 10 melhores momentos de Naruto.

[AVISO: O TEXTO ABAIXO CONTÉM SPOILERS!!! SE VOCÊ AINDA NÃO LEU OU ASSISTIU A NARUTO, LEIA POR SUA CONTA E RISCO.]

10 – Os Sannins Lendários e o Primeiro Rasengan de Uzumaki Naruto

A busca pelo Quinto Hokage é um importante momento para o desenvolvimento do enredo. Jiraiya e Naruto saem em busca de Senju Tsunade (um dos Sannins Lendários juntamente com Orochimaru e o próprio Jiraiya) acreditando ser ela a pessoa mais indicada para o cargo, ainda que fosse viciada em apostas. Durante a jornada Jiraiya ensina Naruto a como fazer o Rasengan, uma técnica de nível A. Relutante em aceitar o cargo, Tsunade duvida da capacidade de Naruto e aposta com o mesmo que ele não dominará o Rasengan. Em meio a tudo isso, a Kunoichi, que também é a maior ninja médica do mundo, é procurada por Orochimaru para curar seus braços, recebendo em troca a ressurreição de Nawaki e Dan, respectivamente seu irmão e seu namorado, mortos em guerras passadas. Após algumas reviravoltas Tsunade recusa a proposta de Orochimaru e enfrenta o mesmo juntamente com Yakushi Kabuto. Perdendo a luta ela recebe a ajuda de Naruto e Jiraiya. Enquanto o Ero-Sennin enfrenta Orochimaru, o ninja laranja ajuda Tsunade contra Kabuto e, mesmo sendo muito mais fraco e extremamente pressionado, demonstra grande determinação e coragem, consegue fazer o Rasengan, golpeia e fere gravemente a Kabuto. No entanto, durante o ataque, Naruto sofre um contragolpe e é ferido mortalmente. Tsunade consegue curá-la, e após testemunhar em Naruto a vontade e o sonho de Nawaki e Dan, finalmente aceita se tornar o Quinto Hokage. Logo após temos o desfecho da luta entre os Sannins Lendários, com a invocação das três feras mais poderosas de cada, e uma grande batalha. Por mostrar a determinação de Naruto, por ele aprender uma técnica que viria a ser emblemática, apresentar e desenvolver uma personagem importante como Tsunade, apresentar cenas marcantes como a batalha e toda a construção para a aceitação da futura Hokage e direcionar pontos importantes para o desenvolvimento da história, essa é o décimo melhor momento de Naruto.

naruto artbook081

9 – Uzumaki Naruto vs Gaara

A luta do Naruto contra o Gaara é a primeira vez que vemos um grande embate entre duas pessoas colocadas como iguais (ainda que na prática seus passados e seus sofrimentos sejam diferentes). Gaara tinha uma filosofia oposta a de Naruto, enquanto este resolveu se abrir para as pessoas e procurou a amizade para sentir-se vivo e importante, aquele buscou se fechar e matava para sentir-se vivo e provar sua existência. São dois lados de uma mesma moeda. A batalha em si ganha contornos dramáticos, às vezes até mais do que o necessário, mas marca definitivamente o Naruto como aquele capaz de conduzir as pessoas para um caminho de redenção, justamente porque ele também conhece a dor e o sofrimento tais como as diversas pessoas que ele converte durante a saga. Infelizmente, esse processo torna-se repetitivo em demasia, mas nesse ponto é interessante e bem construído. Gaara tem seu desenvolvimento, a luta é visualmente bacana (embora pobre em estratégias) e pela primeira vez vemos um Naruto superior ao Sasuke, tornando-a também um gatilho para a introspecção do Uchiha e sua fuga para o lado negro da força.

naruto artbook060

8 – A Primeira Aparição de Uchiha Itachi

Em sua primeira aparição, Uchiha Itachi impacta logo de cara. Nesse pequeno arco, temos uma intrigante luta do Akatsuki e seu parceiro Hoshigaki Kisame contra quatro dos principais Jounins da Folha: Hatake Kakashi, Sarutobi Asuma, Yuuhi Kurenai e Maito Gai. Posteriormente, Itachi e Kisame enfrentam Naruto, Sasuke e Jiraiya, numa luta com cenas bastante reveladoras sobre o passado dos irmãos Uchihas. A primeira aparição de Itachi é um momento muito importante para os rumos da história, pois além de introduzir um personagem tão importante quanto o Uchiha, também apresenta a Akatsuki, expande o universo da obra, constrói coisas importantes que serão futuramente exploradas, abre pontas para vários rumos na história, explana o passado de Sasuke e reacende seu ódio e desejo de vingança para com seu irmão. São pontos estabelecidos absolutamente necessários e que serão cruciais para o futuro da história. Ah, e não dá para esquecer a clássica e marcante frase de Itachi para Sasuke: “Você é fraco! Por que é fraco? Porque lhe falta ódio!”. Oitavo lugar na lista.

Itachi-Kisame

7 – Uzumaki Kushina e o Nascimento de Uzumaki Naruto

O encontro de Naruto com sua mãe, Uzumaki Kushina, foi um dos momentos mais marcantes de todo o mangá. A cena é comovente, sincera e até bonita, com diálogos que fluem muito bem para uma conversa entre mãe e filho. Para complementar esse momento, Kushina conta a Naruto a história de seu nascimento e o ataque da Kyuubi à Vila da Folha, que culminou na morte do Quarto Hokage. Esse flashback é simplesmente o mais esperado de toda a obra, pois o ataque da Nove Caudas à Konoha é um marco histórico no mundo ninja. É o momento que abre essa longa saga (é a primeira página do mangá!) e, por repetidas vezes, é citado e lembrado por diversos personagens. Poder finalmente conhecer essa parte da história é marcante! O flashback é revelador, nele conhecemos muitas coisas importantes e interessantes, como o fato da Kushina ter sido a Jinchuuriki anterior da Kyuubi, toda a ação de Obito para usar a Nove Caudas e a brilhante atuação da lenda, Namikaze Minato, frente a toda a situação. O final é comovente, muita coisa importante é revelada e o enredo pode avançar finalmente com essa lacuna sendo preenchida para o leitor. No melhor flashback da obra, temos um dos melhores momentos de todo o mangá!

kushinaminatoflashback

6 – A Conversa de Uzumaki Naruto e Uzumaki Nagato e a Morte de Yahiko

Depois de Nagato invadir a Vila da Folha e destruí-la, Naruto retorna muito mais poderoso após o treinamento no monte Myoboku, luta ferozmente contra os Pains e vence. Finalmente ele vai atrás de Nagato, o verdadeiro Pain e ex-pupilo de Jiraiya. Naruto e Nagato começam a conversar. Um busca entender o outro, suas razões e motivos para ali estarem e também como cada um pretende enfrentar o ciclo de ódio no mundo ninja. Nagato conta sua história para Naruto e revela toda sua dor e tristeza, proporcionadas pela podridão das guerras e pelo ódio no mundo ninja. O único sonho de Nagato até então era proteger Konan e Yahiko, as pessoas mais importantes para ele. No ápice da história de Nagato, ele se vê forçado por Hanzou a escolher entre salvar Konan ou Yahiko, matando um em detrimento do outro. Yahiko se sacrifica para salvar Konan, se lançando na kunai de Nagato e morrendo em sequência. Nagato sofre a pior dor de sua vida e cai em desolação, num turbilhão de emoções que desperta um ódio e um desejo de vingança incontrolável. Ele invoca a Gedou Mazou, salva Konan e destrói todos os seus inimigos, contudo sua dor o leva a ser tragado pelo ódio do mundo ninja. Terminada a história, Nagato pede que Naruto dê sua resposta. Naruto consegue dar uma resposta convincente e, sustentada por sua experiência com Jiraiya, também compartilhada com Nagato, faz com que este aceite e passa acreditar no ninja da Folha. Esse é um dos momentos mais emblemáticos da série, pois traz o diálogo mais rico sobre o ciclo do ódio do mangá e a determinação em nunca desistir, temáticas centrais do mangá. Além disso, consegue dar uma complexidade muito maior aos personagens do Naruto, do Nagato e do próprio Jiraiya. Coerente e impactante, o momento é forte o suficiente para comover com as histórias ali contadas. Também é importantíssimo por marcar o início do arco seguinte do protagonista, definindo-o como aquele a enfrentar o ciclo de ódio e o destinado a ser o homem a causar a grande mudança que o mundo ninja precisa.

naruto_436

5 – Uchiha Itachi vs Uchiha Sasuke

A luta entre Uchiha Itachi e Uchiha Sasuke foi um dos momentos mais aguardados de todo o mangá. Movido pelo ódio para com seu irmão mais velho, Sasuke finalmente tem a oportunidade de conseguir sua vingança, seu grande objetivo até então. A luta em si é muito boa, cheia de reviravoltas e com técnicas, até então, invencíveis. Itachi perde a luta, demostrando grandes debilidades, mas durante a mesma revela os segredos e as técnicas do Sharingan para seu irmão. Após a luta, Tobi (ou Obito se preferirem) revela a Sasuke toda a verdade sobre Itachi, mudando completamente o rumo do personagem na história. Esse é um dos melhores momentos do mangá, pois conclui o arco de Sasuke de forma coerente, tais como suas ações e desenvolvimento levavam a crer. A batalha também serve como pontapé inicial para a nova fase de Sasuke no mangá, engatilhada pelas revelações de Tobi, que acabam se tornando um inesperado plot twist. Dessa virada de roteiro, temos um novo caminho para Sasuke, ainda que o personagem se torne incoerente e muitas vezes medíocre. Enfim, por encerrar o arco inicial de um personagem tão crucial quanto Sasuke, inserir a relação de Obito com o mesmo, subverter toda construção de Itachi e abrir pontas para vários plots futuros do mangá, este é o quinto melhor momento de Naruto.

80-81

4 – Os Imortais e a Vingança de Nara Shikamaru

O arco dos Imortais é possivelmente o arco mais redondo de todo o mangá de Naruto e, nele temos alguns dos momentos mais marcantes de toda a obra. É engraçado pensar que o melhor arco do mangá seja, por incrível que pareça, o menos relevante para o avanço do plot principal. Pois bem, nesse arco vemos a investida de Hidan e Kakuzu, os imortais que formam a dupla mais antagônica da Akatsuki, em busca de Naruto. A Vila da Folha envia vários times em busca dos invasores, culminando em um encontro do time de Asuma e Shikamaru com os vilões. Temos uma excelente luta, resgatando a inventividade das estratégias em Naruto. Por fim, Asuma morre, a luta é interrompida e Shikamaru é quebrantado. O peso da morte do filho do Terceiro Hokage é imenso para o estrategista, e para o arco também. A partir dela, pode-se estabelecer o tema principal desse fragmento da história, o amadurecimento. Shikamaru, estabelecido, até então, como um personagem preguiçoso e irresponsável, precisa amadurecer. E todo o desenvolvimento dele é formidável. São estabelecidos também outros dois pontos temáticos centrais no arco, a importância da renovação (simbolizados pelas gerações da Vila da Folha e a transmissão da Vontade do Fogo) e a dualidade entre jovens e velhos. Percebemos isso por Asuma, que preza pela juventude, tanto pelo seu estilo de vida e por sua relação com Kurenai, quanto por entender que as crianças são o “o rei que deve ser protegido”. Temos também em Shikamaru uma representação clara dos temas, visto que ele é símbolo de um jovem passando por um processo de amadurecimento e assumindo responsabilidades adultas, ao mesmo tempo em que representa uma juventude contrapondo com o desafio posto em cena para ele superar, justamente imortais, ou seja, seres que perderam a noção de tempo e não se importam com amadurecimento e renovação. Como complemento, o estrategista ainda assume a responsabilidade de ser o tutor do filho de seu mestre e estabelece de vez o tema da renovação e da maturidade. Além disso, somos brindados com magníficos diálogos entre Asuma e Shikamaru, principalmente nas partidas de Shogi, que transmitem e reforçam as mensagens temáticas do arco e fazem um perfeito paralelo com os fatos do arco. A “Vontade do Fogo”, por sua vez, é uma cultura tão bem construída que compramos a importância de transmiti-la às próximas gerações. Aliás, essa cultura também é genuinamente contrastada com o fundamentalismo da fé de Hidan. Somado a tudo isso, temos a batalha mais brilhante do mangá, a mais engenhosa e com o resultado mais surpreendente. Shikamaru nos presenteia com um plano magnífico e um final espetacular. Enfim, um arco coerente, coeso, impactante, tematicamente interessante e bem construído, com um excelente desenvolvimento de seu protagonista e concluído de forma brilhante.

hidan-e-shikamaru-prestes-a-morrer

3 – Morte do Jiraiya

Jiraiya descobre a localização do líder da Akatsuki e vai a seu encalço. O Sannin infiltra-se na Vila Oculta da Chuva e depara-se com sua ex-aluna Konan e Pain, autointitulado o deus daquele lugar, e que Jiraiya julga ser Nagato. Temos em sequência uma das melhores batalhas do mangá, com ótimos quadros e um clima de suspense e apreensão muito bons. Enquanto batalha com Pain, Jiraiya vai aos poucos descobrindo os seus segredos e vamos nos surpreendendo não só com a perspicácia do Ero-sennin, como também com as incontáveis e complexas habilidades de Pain. Pressionado, Jiraiya tem que tomar a maior decisão de sua vida: sacrificar-se para descobrir o segredo por trás de Pain. É o que ele faz. E é épico! Num último suspiro de vida, ele deixa uma mensagem importantíssima com Fukasaku antes de ser definitivamente derrubado. A sequência é marcante, Jiraiya relembra de sua vida, há uma bonita intertextualidade com o conto que ele escreveu e a com a profecia do Oogama-sennin. Por fim, Jiraiya morre acreditando que Naruto é o garoto da profecia e deixa seu legado em definitivo para o filho de Minato. Além de toda a ótima sequência artística e filosófica da batalha, a morte de Jiraiya é o momento crucial para o desenvolvimento de Naruto. Perdendo seu mestre, ele finalmente pode encarar Sasuke em posição de igualdade, já que agora ambos compartilham a dor da perda de pessoas queridas. Além da enorme importância para o protagonista do mangá, a morte de Jiraiya também é importante no mundo, porque ele era um cara lendário, e é impactante também para o leitor, dando um grau de seriedade ainda não visto na obra. Por tudo isso já citado e por tudo o que a morte de Jiraiya desencadeia tanto para o enredo quanto para o Naruto, terceiro lugar.

naruto382pg17yx0

2 – A Volta do Herói Uzumaki Naruto

Depois que Naruto vence Pain, conversa com Nagato e dá uma resposta convincente o suficiente para convertê-lo (item 6), este ressuscita todos os mortos na Vila da Folha com o Gedou – Rinne Tensei no Jutsu. Nagato se sacrifica pela determinação de Naruto e este volta a Vila da Folha e é recepcionado como um verdadeiro herói. Este é o momento mais crucial do personagem em todo o mangá, pois é a contemplação de seu grande objetivo no mangá! “Ah, mas o objetivo do Naruto era se tornar o Hokage!”. Não exatamente. Naruto cresceu sozinho, sendo rejeito por todos e por isso sempre quis ser aceito pelas pessoas. Para isso ele queria ser o Hokage, pois Naruto admirava os Hokages e sabia que o líder máximo da vila tinha o respeito e o reconhecimento de todos. E ele queria reconhecimento! Logo, este é um momento de fechamento do principal arco do protagonista, a aceitação de todos e a contemplação máxima do personagem. Ser o Hokage se tornaria apenas um adendo. Seu objetivo já fora alcançado.

02-03

1 – A Primeira Batalha de Uzumaki Naruto e Uchiha Sasuke no Vale do Fim

O principal momento de todo o mangá é a primeira batalha entre Naruto e Sasuke no Vale do Fim. Sasuke estava decidido a se unir a Orochimaru, em busca de poder para concretizar sua vingança contra seu irmão. Naruto tenta impedi-lo e temos, então, a melhor batalha no um contra um do mangá inteiro! A arte e a quadrinização dessa luta é fantástica, toda a ação e sequência igualmente ótimas. Mas é muito mais do que isso! Esse momento é o marco principal do mangá, pois define o que é o enredo e o que são exatamente Naruto e Sasuke. Até então vimos um mangá sobre pessoas que sofriam e deveriam aprender a lidar com esse sofrimento.  Agora não! Naruto diz a Sasuke que ele sempre esteve sozinho e por isso ele sofreu muito, mas Sasuke retruca que seu sofrimento era maior, pois somente ele conhecia a dor da perda. Nesse momento temos uma expansão enorme do tema, não mais pessoas sofrendo (como Gaara, Neji, Hinata, Rock Lee, Haku…), mas sim pessoas sofrendo em graus diferentes e lidando de maneiras diferentes com esse sofrimento. Tudo isso culmina com ambos escolhendo caminhos opostos: enquanto Naruto resolve se abrir e abraçar as pessoas, Sasuke escolhe se fechar e romper seus laços. Define-se o rumo principal do mangá, duas pessoas opostas, lidando com dores diferentes e seguindo caminhos opostos. Como um poderá se igualar ao outro? Daí surge toda a segunda parte do mangá (Shippuuden, no anime). Temos um desenvolvimento e aprofundamento de Naruto e Sasuke, um desenvolvimento e definição de um tema central, temos questionamentos interessantes sendo levantados, temos um furo de roteiro sendo transformado em um plot (afinal, vamos combinar que o Sasuke estava certo e o Naruto precisava sofrer perdas para encará-lo como igual), temos uma importância e um propósito gigantescos, afinal é o momento que faz o elo perfeito e sustenta grande parte da segunda parte, e temos a melhor batalha do mangá. Por tudo isso a primeira luta entre Naruto e Sasuke no vale do fim é o melhor momento da obra.

Naruto_v26_ch229

Este foi o nosso Top X com os 10 melhores momentos de Naruto. Caso você tenha outros momentos que faltaram, comente, compartilhe conosco e diga por que faltou este ou aquele momento.

Top X – 15 Melhores Jogadores do Mundo (2015/2)

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

bola-de-ouro

Analisar um jogador pelo que ele fez durante um ano inteiro é bem complicado. Durante uma temporada ele pode viver altos e baixos, o que é absolutamente normal para qualquer atleta. Contudo, é também inviável analisar somente pelo que ele fez na última semana, já que certa regularidade é preciso para comprovar seu nível de atuação. Ainda assim, não podemos ignorar completamente a carreira do jogador e tudo que já o vimos construir. Optamos, então, por montar a lista baseado principalmente no desempenho semestral dos jogadores, sem ignorar a carreira que o mesmo já possui. Vale ressaltar que a nossa lista não tem qualquer relação com o prêmio bola de ouro, baseando-se apenas na nossa opinião sobre o futebol e sobre os números apresentados pelos jogadores. Ainda assim, os resultados podem coincidir muito, como na nossa listagem dos melhores jogadores jovens do mundo, onde previmos o resultado do prêmio Golden Boy de 2015. Sem mais delongas segue a lista com os melhores jogadores do mundo no segundo semestre de 2015!

15 – Diego Godín

Diego-Godin

Diego Godín é o principal zagueiro do Atlético de Madrid e da Seleção Uruguaia já há alguns anos. Seguro, sério, firme e extremamente regular, o zagueiro uruguaio é o melhor zagueiro do mundo na atualidade. Diferente de outros zagueiros que podem até ser tecnicamente melhores, como Mats Hummels, Sérgio Ramos, Giorgio Chiellini e Thiago Silva, mas que sempre estão sempre dando aquelas entregadas, Godín raramente falha. Além disso, é provavelmente o zagueiro mais mortal e decisivo na bola parada da atualidade. O gol do título do Campeonato Espanhol 2013/2014, da final da Champions League 2013/2014 e da classificação do Uruguai para as oitavas de final da Copa do Mundo FIFA 2014, são alguns exemplos de como o zagueiro é decisivo. Já fez três gols nas eliminatórias para a Copa do Mundo FIFA 2018 e é o artilheiro da Celeste Olímpica.

14 – Paul Pogba

Italian Soccer friendly match - Borussia Dortmund vs Juventus

Paul Pogba despontou como o principal jogador do penúltimo campeonato mundial Sub-20. Desde então o crescimento do ainda jovem jogador francês tem sido espantoso. Foi eleito o melhor jogador jovem da Copa do Mundo FIFA 2014 e chegou a final da última Champions League com a Juventus, como um dos principais jogadores da Velha Senhora. Após a saída de Carlos Tévez, Andrea Pirlo e Arturo Vidal, assumiu a camisa 10 da Juve, tornando-se um dos pilares do time. Tricampeão italiano, Pogba hoje já desponta como um dos melhores do mundo.

13 – Sergio Agüero

Sergio-Aguero

Sergio Agüero, também conhecido como Kun Agüero por ser fã de um anime na infância, é o principal jogador do Manchester City. O atacante Argentino assumiu nessa temporada a camisa 10 do Manchester City e, apesar de ter convivido com uma lesão que o deixou fora de ação por um tempo considerável, provou que ainda é o melhor jogador dos Citizens. Marcou 5 gols em 23 minutos, ante ao Newcastle, em outubro, tornando-se o jogador a fazer mais gols em menos tempo na história da Premier League. Aguëro tem potencial e poderia até estar no Top 10, mas devido as lesões não pode mostrar mais na temporada. Décima terceira posição para ele.

12 – Philipp Lahm

philipp-lahm

Philipp Lahm é um jogador que pouco aparece nos números e, até mesmo, no jogo. Lateral de origem, o alemão joga também como volante. Discreto, mas praticamente perfeito, Lahm desenvolve o jogo, distribui passes, abre as linhas de marcação com trocas de passes, infiltrações e lançamentos precisos. Também é excelente na marcação. Certa vez, Pep Guardiola disse que Philipp Lahm era o jogador mais inteligente com o qual ele já havia trabalhado. É o melhor lateral do mundo.

11 – Manuel Neuer

manuel-neuer

Manuel Neuer é o melhor goleiro da atualidade. O alemão não somente é capaz de realizar defesas espetaculares, como ainda revolucionou a posição ao fazer em diversos momentos da partida, jogadas de líbero. Seguro, decisivo e quase intransponível, a muralha alemã fica com a décima primeira posição.

10 – Aléxis Sanchez

Arsenal FC v Borussia Dortmund - UEFA Champions League

Principal jogador de uma formidável geração chilena, Aléxis Sanchez conseguiu um feito histórico no meio do ano de 2015: conquistar o primeiro título da Copa América para o Chile. A brilhante temporada do atacante também o coroou como um dos pilares do Arsenal e um dos principais jogadores do badalado Campeonato Inglês. Pelo título importantíssimo e por grandes atuações na temporada, Aléxis fica com a décima posição.

09 – Zlatan Ibrahimovic

Zlatan Ibrahimovic celebrates scoring for Paris Saint Germain against St Etienne.

Zlatan Ibrahimovic dispensa comentários. O sueco se tornou nesse semestre o maior artilheiro da história do PSG. É o artilheiro do time no Campeonato Francês e foi o principal jogador da Suécia nas Eliminatórias da Euro 2018, levando o time a fase final. Ibra, com 34 anos, vive ligeiro declínio técnico e, ainda assim, consegue se impor e ser um dos melhores jogadores do mundo. O “cara que só faz golaço” segue firme como um dos maiores da atualidade no futebol.

08 – Andrés Iniesta

Andres-Iniesta

“Andrés Iniesta é gênio. Ele é diferente quando pega na bola.” Muitos jogadores que enfrentaram o meia do Barcelona já disseram coisas semelhantes sobre ele. De fato, a carreira e tudo que já o vimos fazer já o credencia a estar entre os melhores. Visão de jogo incomparável, controle de bola muito acima do comum, passes e dribles precisos por si só, fazem de Iniesta um dos maiores da atualidade. Infelizmente, perdeu seu protagonismo com a explosão do tridente do Barcelona, ainda assim, poucos conseguem ser melhores do que ele. Oitava posição.

07 – Arjen Robben

arjen-robben

“Robben? O cara que só sabe fazer uma jogada?” O mito espalhado por Galvão Bueno ainda ecoa forte para muitos, mas isso não é a verdade. Arjen Robben é o melhor jogador holandês há pelo menos 5 anos! Principal jogador do Bayern de Munique antes de sofrer com lesões, Robben foi também um dos melhores (se não o melhor!) jogador da Copa do Mundo FIFA 2014. Conviveu com muitas lesões na temporada, não permitindo que o jogador tivesse maior destaque no Bayern, mesmo assim é diferente quando pega na bola. Capaz de arrancadas fulminantes, dribles e cortes secos e chutes precisos, o holandês é um dos mais difíceis de serem marcados no mano a mano, decidindo muitas partidas ao quebrar diversos esquemas de marcação. Poderia estar tranquilamente no Top 5, mas as lesões e o pouco tempo em cena o deixam “somente” na sétima posição.

06 – Pierre Emerick Aubameyang

Pierre-Emerick-Aubameyang

Aubameyang explodiu em 2015! O atacante se tornou o principal jogador do Borussia Dortmund na temporada e, possivelmente, o principal do momento na Bundesliga! Em 17 jogos no torneio são 18 gols! Na temporada o atacante franco-gabonês já marcou 28 em 30 jogos, entre partidas pelo Gabão (1 em 3 jogos) e pelo Borussia Dortmund (27 em 27 jogos). Aubameyang quebrou o recorde de jogador a iniciar a Bundesliga marcando gols por mais jogos consecutivos. Os 8 primeiros jogos do Borussia Dortmund tiveram a marca do atacante.

05 – Robert Lewandowski

robert_lewandowski_original

Robert Lewandowski foi gigantesco nessa temporada. O atacante polonês já marcou 31 gols em 31 jogos na temporada, divididos em atuações pelo Bayern de Munique e pela seleção polonesa. Lewandowski é, atualmente, o vice artilheiro da Bundesliga 2014-2015 com 15 gols e é o principal jogador do Bayern de Munique na temporada. Foi decisivo para levar a Polônia à fase final da Euro 2018. Como se já não fosse suficiente, Lewandowski entrou para o livro dos recordes ao marcar 5 gols em 9 minutos, ante ao Wolfsburg em 22 de setembro de 2015. Foi o maior número de gols feito por um jogador em um intervalo de tempo tão pequeno. Mais precisamente “Lewa” quebrou cinco recordes de uma vez só com este feito histórico!

04 – Neymar Júnior

Neymar

Neymar vive o melhor momento da carreira desde que se profissionalizou. O “Menino da Vila” se firmou como estrela mundial do mundo da bola ao explodir com o tridente do Barcelona, destruindo recordes e colecionando títulos. Artilheiro da Champions League 2014-15 com 10 gols (ao lado de Messi e Ronaldo), Neymar deixou sua marca em todos os jogos mais decisivos. Terminou 2015 como vice artilheiro do Campeonato Espanhol. Neymar foi o melhor jogador do Barcelona enquanto Messi esteve machucado. Com 46 gols pela seleção brasileira, já é o quinto maior artilheiro com apenas 23 anos de idade. Na eleição da FIFA à Bola de Ouro conseguiu ser finalista ao lado de Lionel Messi e Cristiano Ronaldo.

03 – Luís Suárez

Luís-Suárez

Luís Alberto Suárez Díaz, chamado de “El Pistoleiro” ou também de “Luisito” é o principal jogador uruguaio da atualidade, sendo o maior artilheiro da Celeste Olímpica de todos os tempos. Suárez compõe junto de Neymar Júnior e Lionel Messi o tridente do Barcelona que arrasa recordes na atualidade. Foi importantíssimo no título da Champions League e do Campeonato Espanhol do Barcelona na temporada 2014-15, e igualmente vem sendo na atual temporada. Terminou 2015 como o artilheiro do Campeonato Espanhol, totalizando 15 gols, e artilheiro do Barça na temporada, com a espantosa marca de 26 gols em 25 jogos oficiais! Marcou gols importantíssimos, como os contra o PSG, nas quartas de final da Chamipions League 2014-15, e o da final na mesma competição. Também quebrou um recorde ao ser o primeiro jogador a marcar três gols na mesma partida de um Mundial de Clubes da FIFA, na semifinal contra o Guangzhou Evergrande. Também marcou mais dois na final, frente ao River Plate, e sagrou-se o maior artilheiro da história do Mundial de Clubes FIFA, sendo eleito o melhor jogador do torneio.

02 – Cristiano Ronaldo

Cristiano-Ronaldo

“A Máquina de Fazer Gols”, é assim que muitos se referem a Cristiano Ronaldo. CR7 é considerado para muitos o maior atleta da atualidade, e se pensarmos em atributos físicos, eles estão totalmente certos. Cristiano Ronaldo detém grande porte físico, alia força, velocidade, impulsão, posicionamento e finalizações num conjunto quase perfeito. Exímio atleta e destruidor de recordes, o português atingiu nessa temporada os recordes de maior artilheiro da história do Real Madrid e o de maior artilheiro de uma edição de fase de grupos da Liga dos Campões. Mesmo um pouco ofuscado pelo sucesso do tridente do rival Barcelona, o gajo ainda é o segundo melhor jogador do mundo.

01 – Lionel Messi

Lionel-Messi

Lionel Andrés Messi é simplesmente o principal jogador do melhor time da atualidade. Não somente isso, “La Pulga”, como também é conhecido, vem destruindo recordes atrás de recordes, desde que se profissionalizou. Menos completo no que se diz a aptidões físicas se comparado a seu maior rival, Cristiano Ronaldo, Messi compensa com sobras no talento e na genialidade. A capacidade de enxergar o jogo coletivo, criar jogadas improváveis, driblar, destruir defesas, fazer arrancadas espetaculares e finalizar com eficiência inigualável fazem do gênio argentino o jogador mais decisivo do mundo. Por ironia do destino, o menino que não podia crescer se tornou o maior de todos. O melhor jogador do mundo é Lionel Messi.

Top X – 5 Grandes Hits Musicais Que Você Deveria Conhecer Melhor

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

Existem incontáveis músicas compostas durante a história, muitas delas de excelente qualidade. Infelizmente, muitas bandas e canções magníficas nunca chegam ao topo das paradas musicais, outras tantas jamais saem do cenário underground. Contudo, temos as exceções, composições geniais que superaram essas barreiras e estão entre as mais populares da história da música.

Enfim, o objetivo dessa lista é citar alguns desses grandes hits e tentar ir além do simples ouvir, dançar e/ou cantarolar, buscando um entendimento maior sobre o que a música em si nos fala, que ideias e conceitos ela expressa e o quão impactante historicamente e socialmente foi e ainda se faz. Então, chega de enrolação e vamos à lista.

5 – Whatever, por Oasis

Whatever-Oasis

“Whatever” é uma canção da banda de rock britânica Oasis. Ausente dos álbuns de estúdios oficiais da banda, foi lançada como single avulso em 1994, e posteriormente alocada como décima primeira faixa do disco 2 da coletânea Time Flies… 1994-2009 de 2010. A canção é uma das mais marcantes da banda.

“Whatever” é uma canção simples, de melodia e acordes despretensiosos e letra clara, objetiva, impactante e amplamente identificável. A composição é um autêntico grito por liberdade, mais do que isso uma aclamação pela autonomia do ser humano.

Apesar de repetir e de ser enfática em frisar e autonomia das pessoas, a canção vai além em trechos como “Sempre me parece que você só vê o que as pessoas querem que você veja” e “Quanto tempo vai levar antes de entrarmos no ônibus e por nada você censurar a si mesmo? Não custa muito.”, mostrando uma faceta mais dura ao questionar a censura presente não só por parte da sociedade como por parte de nós mesmo. Assim, a composição mostra-se madura e profunda também ao evidenciar nossos valores, nosso posicionamento crítico e nossa ideia de liberdade, de uma maneira muito mais ampla e engenhosa.

4 – Like a Rolling Stone, por Bob Dylan

Like-A-Rolling-Stone

“Like a Rolling Stone” é uma canção de 1965, escrita e composta por Bob Dylan, sendo até hoje a principal composição do álbum Highway 61 Rivisited e da carreira de Dylan como um todo. Em 2006, “Like a Rolling Stone” foi eleita a maior canção de todos os tempos pela revista Rolling Stone, evidenciando a grande importância cultural que a composição atingiu ao longo dos anos.

A canção é considerada um marco pois, ao contrário das músicas de sua época, que cultuavam o amor, a letra de Bob Dylan expressa amargura e vingança. A descrição de uma mulher que caiu numa desgraça sem fim, tornando-se nada após ter tudo roubado por “seu diplomata”, como citado no trecho:

“Você costumava cavalgar o cavalo cromado com seu diplomata,

Que carregava em seu ombro um gato siamês.

Não foi difícil quando você descobriu que

Ele realmente não era o que aparentava ser

Após ter te roubado tudo o que podia?”

A letra é muito forte, Bob Dylan faz questão de lembrar a mulher de uma forma acintosa e agressiva, como era sua vida antes e como ela não passa de nada agora. Trechos como “Você costumava rir de todos que vadiavam a sua volta. Agora você não fala tão alto, agora você não parece tão orgulhosa tendo que roubar sua próxima refeição.” e “Quando você não tem nada, você não tem nada a perder. Você está invisível agora, você não tem mais segredos a ocultar”, são brilhantes por ressaltar a vida anterior da mulher, elevando seu status quo somente para jogá-la do mais alto possível ao trazer sua realidade de volta à tona.

O refrão é brilhante e sintetiza a miserável situação da mulher:

“Qual é a sensação?

Qual é a sensação?

De estar sozinha?

Sem rumo para casa?

Como uma completa desconhecida?

Como uma pedra rolando?”

Afinal, o que é mais miserável do que ser uma completa desconhecida, sem ter ninguém a quem recorrer? O que é mais insignificante do que uma pedra a rolar, sem rumos ou direções? Difícil imaginar. O fato é que “Like a Rolling Stone” foi, e ainda é original, e seus versos cheios de rancor e vingança guardam margens para interpretações e sentimentos grandiosos.

3 – Another Brick In The Wall (part II), por Pink Floyd

pink-floyd-1979-the-wall-cover

“Another Brick In The Wall” é uma canção do Pink Floyd, composta pelo baixista Roger Waters, para o álbum The Wall, que foi dividida em três partes. A mais famosa, que será a analisada aqui, é a parte II.

A parte II de “Another Brick In The Wall” começa com o icônico verso “Nós não precisamos de nenhuma educação”, já impactando logo de cara a mensagem principal da música, uma crítica direta ao sistema educacional e as imposições subjetivas da sociedade sobre o que é relevante ensinar e sobre como deve ser esse método de ensino. A letra segue “Nós não precisamos de nenhuma lavagem cerebral, de nenhum humor negro na sala de aula.” Reforçando a ideia central e criticando fortemente o ensino aplicado, o que é imposto aos alunos e como são subjetivos os conceitos e o próprio humor numa escola. Por fim, a estrofe termina com:

“Professores, deixem as crianças em paz.

Ei! Professor! Deixe as crianças em paz!

Em suma, é apenas mais um tijolo no muro.

Em suma, você é apenas mais um tijolo no muro.”

Um final de estrofe de caráter forte, incisivo e chocante. A letra é enfática, o professor é praticamente insignificante perto da complexidade e grandiosidade que é a educação e a formação de uma criança, e, por conseguinte, um cidadão. Ser “apenas mais um tijolo” é a personificação máxima disso, afinal somos a soma de todas as nossas experiências e valores absorvidos, sejam eles vindos da família, da escola, das experiências interpessoais, espirituais ou de quaisquer outras. Os conceitos e ideias subjetivas de um professor ou uma escola não podem sobrepujar ou querer moldar toda uma formação já em construção e que ainda será muito afetada.

A canção continua repetindo a mesma estrofe, mas dessa vez é na voz de um coral de crianças, uma clara e óbvia forma de reafirmação das ideias apresentadas. Um grito contra a doutrinação e a imposição de professores, a favor da liberdade de expressão, do livre arbítrio e da liberdade de uma forma geral, é a síntese da grandiosidade de “Another Brick In The Wall”.

2 – Sunday Bloody Sunday, por U2

sundaybloodysunday

“Sunday Bloody Sunday” é uma canção da banda irlandesa U2, primeira faixa do álbum War, lançada em 1983. Narra o conflito (ou melhor dizendo, o massacre) entre jovens protestantes e católicos contra as forças do exercito inglês, que ocorreu em Derry, na Irlanda do Norte, em 30 de janeiro de 1972 e ficou conhecido como Domingo Sangrento. Das 14 vítimas mortas, sete eram menores de idade, sendo que todos estavam desarmados e cinco delas foram alvejadas pelas costas.

A letra do U2, uma das mais políticas da história da música popular, descreve o horror sentido por um observador irlandês frente ao massacre e as calamidades da repressão e da guerra de uma forma geral. A canção é um grito de inconformismo e uma aclamação por paz, pelas vítimas do incidente e um grande questionamento, genialmente sintetizado pelo seguinte trecho: “Há muitos que perderam, mas me diga: Quem ganhou?”.

“Sunday Bloody Sunday” é genial, seus versos são recheados de uma profundidade ímpar, um descontentamento e um grito necessário para o mundo inteiro ouvir. Trechos como “Garrafas quebradas sob os pés das crianças, corpos espalhados num beco sem saída.”, “As trincheiras cavadas em nossos corações e mães, filhos, irmãos, irmãs dilacerados.”, “Vou limpar suas lágrimas, vou limpar os seus olhos vermelhos.” e “E é verdade que somos imunes quando o fato é ficção e a TV realidade. E hoje milhões choram. Comemos e bebemos enquanto eles morrem amanhã.”, são todos trechos que descrevem com maestria o horror de uma guerra urbana, como a destruição nas ruas, a tristeza de ver inocentes como crianças e famílias morrerem e a mídia tentando esconder ou manipular os fatos. Dizeres necessários, questionamentos perfeitos e aclamação imprescindível.

1 – Livin’ On a Prayer, por Bon Jovi

bon-jovi

“Livin’ On a Prayer” é uma canção da banda de Rock estadunidense Bon Jovi, lançada em 1986. A música, que tem como tradução de seu título “Vivendo em Oração” é amplamente considerada como a maior composição sobre a fé já realizada na música popular.

A letra começa nos contando sobre Tommy, um trabalhador que ficou desempregado, e passou a depender do salário de sua mulher, Gina, que trabalha o dia inteiro numa lanchonete. A música se prepara para entrar no refrão da seguinte maneira:

“Gina trabalha numa lanchonete o dia todo.

Trabalhando para seu homem, ela traz o seu salário para casa,

Por amor, por amor…

Ela diz: ‘Temos que nos agarrar ao que temos

Porque não faz diferença se conseguiremos ou não.

Nós temos um ao outro e isso já é muito!

Por amor, nós iremos tentar!’”.

Contando a história do casal, a letra entra na fala de Gina, que por sinal é magnífica, demonstrando força, obstinação e cooperação. Ela apoia seu marido por amor e temos logo em seguida o refrão, uma explicação de onde vem a base do casal para superar as dificuldades, a fé:

“Oh, estamos quase lá!

Oh, oh, vivendo em oração…

Segure a minha mão, nós vamos conseguir, eu juro!

Oh, oh, vivendo em oração.”

Um refrão que transborda otimismo, esperança e positividade, mesmo numa situação onde tudo leva a sentimentos contrários.

A canção segue, e em seguida é Gina que fraqueja. Nessa hora, Tommy está lá para auxiliá-la, e novamente se agarrarem ao amor que um sente pelo outro para continuarem acreditando:

“Gina sonha em fugir.

Quando ela chora à noite, Tommy sussurra:

‘Querida, ficará tudo bem, algum dia.

Temos que nos agarrar ao que temos,

Porque não faz diferença se nós conseguiremos ou não.

Nós temos um ao outro e isso já é muito!

Por amor, nós iremos tentar!’”

Novamente uma bomba de otimismo, esperança, cooperação e positividade são confirmadas pela entrada do refrão. Que antes de repetir ainda guarda o seguinte trecho:

“Nós temos que suportar, estando prontos ou não.

Você vive pela luta quando ela é tudo o que você tem.”

Um verso genial, consolador, encorajador e estimulante, capaz de fazer com que nós, cansados pela batalha do dia-a-dia retomemos fôlego e sigamos com nossas lutas diárias.

Por fim, a canção termina repetindo o coro e nos premiando com uma história simples em um enredo cotidiano, mas extremamente rica e capaz de um engajamento quase insuperável para aqueles que andam desanimados, desamparados, desesperados ou mesmo cansados. Um verdadeiro hino sobre fé, amor, encorajamento e companheirismo, este é “Livin’On a Prayer”.

Top X – Os 10 Melhores Zagueiros do Mundo

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

Definir quais são os melhores zagueiros do mundo não é uma tarefa fácil. Esta é uma das posições mais ingratas do futebol, afinal o zagueiro pode destruir inúmeras jogadas durante o jogo, realizar bons lançamentos, fazer saídas de bola com precisão, marcar gols e tudo mais, porém basta uma falha para ser fatal.

Tendo em visto tudo isso, elaboramos uma lista tentando levar em conta principalmente a segurança e a regularidade de um zagueiro, mas também analisamos sua qualidade técnica, impulsão, posicionamento defensivo e ofensivo, gols marcados e poder de decisão. Enfim, segue a nossa lista com os 10 melhores zagueiros do mundo em 2015.

10 – Nicolas Otamendi

Otamendi

Otamendi foi eleito o melhor zagueiro do Campeonato Espanhol 2014-15. Com grandes atuações foi contratado pelo milionário Manchester City. Seguro, sério e com a habitual garra argentina, transformou-se num dos melhores zagueiros do mundo e o principal nome da zaga de seu país.

9 – Vincent Kompany

vincent_kompany

Kompany é um dos muitos nomes da forte geração belga. Conseguiu o notável feito de ser eleito o melhor jogador da Premier League 2011-12. No Manchester City desde 2008, é um dos grandes nomes da história do clube e o principal zagueiro belga da atualidade. Alto e forte, Kompany é bom no jogo aéreo, seguro na defesa, técnico e líder. Nono lugar para ele.

8 – Miranda

miranda

Miranda é hoje o melhor zagueiro da seleção brasileira. Joga com seriedade, segurança e ótima regularidade. Miranda também é bom no jogo aéreo, tendo ótimo posicionamento defensivo e ofensivo. Formou a melhor dupla de zaga do mundo por um bom tempo com Diego Godín, tendo se transferido para a Internazionale no meio do ano. A equipe Nerazzurri, que vinha oscilando muito nos últimos anos, ocupa hoje a ponta da tabela do Campeonato Italiano com a melhor defesa da competição.

7 – Naldo

VfL Wolfsburg v 1. FC Nuernberg - Bundesliga

Ronaldo Aparecido Rodrigues, mais conhecido como Naldo, foi o melhor zagueiro do campeonato alemão 2014-15 e decisivo no título do Wolfsburg da Copa da Alemanha. Naldo joga sério, tem ótima regularidade, é excelente no jogo aéreo, tanto defensivamente como ofensivamente e ainda é um excelente cobrador de faltas (não foram poucos os gols do Wolfsburg que saíram após cobranças de faltas dele). Atualmente é o melhor zagueiro brasileiro em atividade e, por motivos inexplicáveis, não é convocado.

6 – Mats Hummels

1. FC Koeln v Borussia Dortmund - Bundesliga

Hummels é o principal zagueiro do Borussia Dortmund e titular da seleção alemã, campeã do Mundo em 2014. Excelente no jogo aéreo, com ótimo senso de cobertura e de marcação, também tem muita técnica para sair jogando e fazer bons lançamentos. Tem grande poder de decisão também e poderia facilmente entrar no top 3, mas adora entregar o doce em alguns momentos. Ainda assim, tecnicamente falando é um dos melhores sem dúvidas.

5 – Sérgio Ramos

sergio-ramos

Sérgio Ramos é, possivelmente, o zagueiro mais badalado do mundo. Dispõe de muita técnica, tanto que jogava como lateral anteriormente. Sabe sair jogando como poucos zagueiros do futebol mundial e é extremamente decisivo, com ótimo posicionamento na bola parada. Fez o gol do título de “La Décima” Champions League do Real Madrid ao marcar de cabeça no último lance do segundo tempo e levar o jogo para a prorrogação, dando a chance de virada ao time merengue. Assim como Hummels, poderia estar mais a frente, talvez até em primeiro, mas também adora entregar o ouro em vários momentos e dispõe de certa displicência em muitas saídas de bola.

4 – Javier Mascherano

javier-mascherano

Mascherano é o melhor jogador de defesa da Argentina, mas na seleção joga como primeiro volante. No Barcelona, devido sua grande capacidade de marcação, senso de cobertura, ótima saída de bola, seriedade e regularidade, foi deslocado para a zaga. Há alguns anos jogando como zagueiro no time culé, Mascherano não só manteve o rendimento, como também se tornou o nome mais forte da zaga blaugrana.

3 – Jerome Boateng

jerome_boateng

Ao lado de Mats Hummels, Boateng formou a zaga campeã da Copa do Mundo FIFA 2014. O zagueiro alemão é o principal nome da zaga do Bayern de Munique e um dos melhores da posição no mundo. Zagueiro de muita técnica, tem ótima saída de bola, chuta muito bem de longas distâncias, tem ótimo senso de cobertura e realiza exímios lançamentos. Forte também na bola parada, Boateng também é bastante regular e seguro em suas atuações. Terceiro lugar na lista.

2 – Giorgio Chiellini

Chiellini

A Juventus tem em Chiellini o principal nome de sua defesa. O zagueiro italiano joga com extrema seriedade e segurança, tem ótimo poder de marcação e senso de cobertura, também se posiciona muito bem e é muito bom no jogo aéreo. Zagueiro de ótima técnica e excelente regularidade, destaca-se como o principal zagueiro da Itália já há alguns anos. Medalha de prata.

1 – Diego Godín

Diego-Godin

Diego Godín é o principal zagueiro do Atlético de Madrid e da Seleção Uruguaia já há alguns anos. Seguro, sério, firme e extremamente regular, o uruguaio também tem ótima técnica, grande senso de cobertura e de posicionamento e uma impulsão incrível. Além disso, é provavelmente o zagueiro mais mortal e decisivo na bola parada da atualidade. O gol do título do Campeonato Espanhol 2013/2014, da final da Champions League 2013/2014 e da classificação do Uruguai para as oitavas de final da Copa do Mundo FIFA 2014, são alguns exemplos de como o zagueiro é decisivo. Já fez três gols nas eliminatórias para a Copa do Mundo FIFA 2018 e é o artilheiro da Celeste Olímpica no torneio. Tem pouca mídia, mas futebol de sobra. Diego Godín leva o título de melhor zagueiro do mundo!

Essa foi nossa lista com os 10 melhores zagueiros do mundo. Concorde, discorde, comente o que mudariam e compartilhe conosco sua lista.