Arquivos do Blog

Cavadinha – CHALA HEAD CHALA no The Voice!

É isso mesmo que você leu, mas não foi dessa vez que pudemos testemunhar CHALA HEAD CHALA no The Voice. Pelo menos não no The Voice Brasil.

Calma, eu explico. O que aconteceu foi o seguinte: um participante do The Voice tailandês cantou a imortal abertura de Dragon Ball Z nas audições do programa que foi ao ar no dia 9 de outubro de 2016. Não só cantou, como o fez de maneira exemplar, tanto que os quatro técnicos viraram as cadeiras para o cara!

the-voice-tailandia-chala-head-chala

Tailandês canta CHALA HEAD CHALA no The Voice local

Aí o cara vai lá canta CHALA HEAD CHALA no The Voice, vira todas as cadeiras, e depois manda um Kamehameha nos técnicos só de zueira! E eles recebem o golpe! É muita mitagem para um vídeo só!

Como se já não fosse mítico o suficiente, os técnicos pediram para o cara cantar também a abertura de Saint Seiya: Pegasus Fantasy. Não deu outra, mais um show! Infelizmente, como não falo tailandês, ficarei devendo o nome do mito, mas vocês podem assistir a, ou melhor, as apresentações dele clicando neste link. Se alguém souber o nome do cantor, fiquem a vontade para comentar.

Anúncios

Cavadinha – Messi e Neymar, os Super Saiyajins!

Que este blog sempre falou sobre futebol e sobre animes/mangás não é nenhuma novidade. Contudo, esta é a primeira vez que estes universos, muitas vezes distantes, mostram-se tão unidos através de dois ícones do esporte mundial: Lionel Messi e Neymar Júnior.

Após perder a final da Copa América Centenário e anunciar a aposentadoria da Seleção Argentina, Messi se apresentou para a temporada 2016-17 com um novo visual: loiro! Tão logo, Neymar apareceu com o mesmo visual e muitas pessoas começaram com as brincadeiras. Ambos, entre os melhores jogadores do mundo e mais famosos rostos do planeta, estariam admitindo uma evolução? Será que agora estava finalmente explicado porque eles era capazes de fazer coisas tão incríveis? Estaria explicado o motivo de tantas pessoas chamarem Lionel Messi de extraterrestre? Seriam eles Saiyajins?  Ou melhor, agora Super Saiyajins?

Tão logo a primeira foto do novo visual de Messi vazou, surgiram boatos e montagens. À esquerda desenho feito pelo Esporte Interativo brincando com o visual do craque argentino.

Ok, sabemos que é uma brincadeira, mas o mais legal é que em meio a tantas montagens e brincadeiras dos fãs, os próprios jogadores entraram na festa! Após a massacrante vitória do Barcelona por 7 x 0 frente ao Celtic, pela estreia na UEFA Champions League 2016-17, Neymar postou uma foto no seu Instagram com Messi, na legenda: “FUSÃO 👉🏻🔥👈🏽 RÁ #Saiyajin”.

neymar-messi-fusao-ssj

Em seu Instagram oficial, Neymar posta foto com Messi e alusão a Fusão e a #Saiyajin

Uma óbvia referência a Dragon Ball, mas também uma mensagem para mostrar o tamanho da união entre ele e Messi, uma fusão que deu e dá ótimos frutos para o time catalão.

O fato é que se antes já haviam montagens e zueiras sobre os Super Saiyajins do Barcelona, agora é que não param de surgir novas e excelentes brincadeira. A do Esporte Interativo, lançada pouco depois da postagem de Neymar, foi uma dentre as tantas que surgiram.

neymar-messi-ei

Esporte Interativo, sem perder tempo, já lançou outra montagem hilária dos craque do Barcelona.

O mais legal nessa história toda é ver que mesmo pessoas como Messi e Neymar, mundialmente famosos, são gente como a gente. Tiveram infâncias que compartilharam coisas conosco e ainda guardam boas lembranças. Sem contar também com a boa e velha zueira, a brincadeira e a leveza que nunca deve faltar nas nossas vidas!

Seja como for, as defesas adversárias que se preparem, pois agora os Super Saiyajins do Barcelona virão com tudo!

Nota: Se quiser acessar as postagens originais no Instagram, basta clicar aqui para ver a do Neymar e aqui para a do Esporte Interativo.

 

Cavadinha – Uma obra prima!

É bastante comum ver fanarts circulando nas redes sociais. Muitas acabem saindo despercebidas, talvez por serem ruins ou por não terem nada de tão relevante. Outras poucas vezes, vemos artes que conseguem certo destaque, mas algo extremamente marcante, original e totalmente diferenciável é uma raridade. Pois bem, existe uma obra que certamente preenche todos esses requisitos, e talvez os supere de forma marcante.

Kid Goku by Akira

Son Goku, por Akira Toriyama.

Circula nas redes sociais uma arte cujo desenho retrata Son Goku em sua fase infantil. A arte é uma junção de vários momentos chaves da própria história do Saiyajin e une todos essas etapas numa harmonia perfeita. Passando pelos principais momentos da infância de Goku, podemos viajar pela história enquanto vemos a arte, e ainda nos deslumbrar com um cuidado surreal do autor ao usar os próprios personagens para demarcar sombras e outros detalhes mínimos no desenho maior. O resultado final é simplesmente sublime e nostálgico, e sua originalidade, técnica e precisão, inigualáveis. A obra é assinada por Czung 16, e merece todos os elogios possíveis!

Vocês podem conferir o vídeo que mostra a arte clicando aqui. Aproveitem e contemplem esse verdadeira obra prima!

Top X – 7 Motivos Para Ler o Mangá de Dragon Ball e Esquecer o Resto

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

wallhaven-141449

Bem, você já leu o título e sabe qual é o tema desse post, então antes de começar o Top quero deixar claro porque acho importante fazer essa lista. Você que está lendo esse texto já viu Dragon Ball Z? Muito provavelmente sim. E Dragon Ball? Talvez. E quanto a seus amigos? É bem provável que eles já tenham visto no mínimo Dragon Ball Z, e que muitos deles já tenham falado mal da enrolação, do exagero que era aquele anime e tudo mais. E se você era fã, ficou irritado com ele, mas se você também achava isso, falou mal junto dele. E sabe de uma coisa? Ele estava certo em muito do que disse! Agora vêm as perguntas principais: você já leu o mangá de Dragon Ball? E o seu amigo?

É muito comum vermos admiradores e haters de Dragon Ball pela internet, mas por incrível que pareça a maioria nunca leu o mangá original. O pior é que hoje o mangá, muito por causa do anime, caiu num limbo onde as pessoas ou o veneram como uma obra nostálgica de qualidade inquestionável ou o relegam como obra do passado que não tem méritos ou qualidades. Outros tantos veneram histórias extras como os filmes e OVAs, o medíocre Dragon Ball GT e o também mediano, Dragon Ball Super, além de se matarem por personagens que sequer são canônicos. Desculpa, mas se você gosta do Brolly, do Bills, do Goku Super Saiyajin 4 e do Super Saiyajin Deus, você tem muito que aprender ainda!

Agora, se você pensa que o mangá é só a versão sem cor e em quadrinhos da animação, está completamente enganado! Então se prepara porque segue 7 motivos para ler o mangá original de Dragon Ball e esquecer todo o resto.

dball01_capinha

7 – Não existem fillers

Fillers são histórias extras feitas para preencher o anime enquanto a publicação do mangá original se distancia, permitindo assim que os roteiristas da animação possam adaptar novos momentos canônicos. Resumindo, é uma encheção de linguiça. Por ser a obra original, toda essa enrolação está ausente e você verá uma narrativa muito mais lógica e coerente. Além disso, perceberá que grande parte do que viu na animação era, na verdade, os roteiristas te enrolando. Essa será uma experiência interessante e talvez até chocante.

6 – Muito menos exagero

Na versão animada sempre percebemos vários exageros, os cinco minutos de Namekusei talvez seja o símbolo maior disso. Contudo, no mangá não existe isso! Como assim? Todas as lutas são mais rápidas, a história avança muito em poucas páginas e não há espaços para exageros e enrolações.

5 – Originalidade

Ah, mas é Dragon Ball! Começou a ser publicado em 1984! Isso é verdade, ainda assim Akira Toriyama mostra no mangá um estilo de arte único, caricato e que consegue ser clássico e atual ao mesmo tempo! À época sabemos que Dragon Ball foi um grande marco e estabeleceu bases para o que hoje chamamos de Battle Shounen, mas mesmo hoje, conseguimos ver um trabalho que em certos detalhes consegue impressionar pela simplicidade e naturalidade, coisas que mangás recentes não conseguem fazer.

4 – Comédia

Ah mas o anime também é engraçado! Sim, mas as piadas do mangá soam muito mais naturais e hilárias. Por quê? Simplesmente porque o Toriyama tem um timing muito bom! Quem lê Dragon Ball percebe logo de cara que há uma sincronia muito bem feita entre as piadas e arte do autor. Quadrinização, ambientação, pacing, expressões dos personagens, tudo combina muito bem para fazer a piada soar com muita naturalidade e simplicidade.

dragon-ball-1695145

3 – Construção

A construção de mundo feita no mangá é mais um ponto muito forte. Toriyama mostra habilmente como explorar seu mundo e seus personagens sem usar o artifício do personagem expositivo, aquele que é usado para explicar ao leitor como funciona o mundo ao qual está inserido. Ele consegue explorar isso nas interações simples de seus personagens, mas que muitas vezes tem um minucioso trabalho por trás, além de usar artifícios como a quebra da quarta parede e a própria arte em si. Vale ressaltar que o mangá de Dragon Ball não tem NENHUM flashback, outro notável e fácil instrumento de explanação de mundo e personagens.

2 – Arte

Sem dúvidas um dos pontos mais fortes a favor do mangá! A arte de Toriyama é única, facilmente reconhecida, simples, clássica e ao mesmo tempo atual! Cenários ricos, personagens com expressões, variação de ângulos, pacing, enquadramento e a fluidez necessária para a leitura. Tudo isso está lá, e na medida certa para combinar com a história e a narrativa empregada pelo autor.

4548062-dragon+ball+-+v17c240+-+page+02+oozaru+punches+vegeta

1 – Dinâmica do roteiro e capacidade de entretenimento

Já citei a ausência dos fillers no Top 7 e como isso por si só já contribui muito para a lógica e coerência da narrativa. Entretanto Akira Toriyama vai além e consegue dar um grande dinamismo ao mangá! A história se desenrola num ótimo ritmo e a leitura é bastante fluida, leve e divertida, qualificando a alta capacidade de entretenimento do quadrinho.

Caso você só tenha visto o anime vai se surpreender muito ao ler o mangá, pois a diferença nesse quesito é absurda! A capacidade do Toriyama em contar muita história em poucas páginas é um notável feito. Você pode até pensar: “Mas Dragon Ball tem 42 volumes e isso é muita coisa!”. Sim, mas pense em quanta coisa acontece em Dragon Ball! Acompanhamos a vida inteira do Goku, desde uma criança até ele ser avô! Mesmo com uma história tão longa, o autor consegue torná-la dinâmica sendo simples, direto e objetivo! Acredite, o mangá de Dragon Ball é assim e esse é um dos seus maiores méritos.

Quando você terminar de ler o mangá de Dragon Ball é bem provável que pense algo como: “Nossa, fui enganado o tempo todo!”. Pronto, agora sim você conhece o verdadeiro Dragon Ball e o resto não importa mais.