Arquivos do Blog

Abre o Jogo – LeBron James, The King!

Após o título de MVP, juntamente com o título da NBA na temporada 2014-15, Stephen Curry se afirmou como um expoente do Basquete mundial. Com grandes méritos conduziu o Golden State Warriors a uma campanha arrasadora na temporada regular de 2015-16, com a incrível marca de 73 vitória e 9 derrotas, quebrando o recorde do histórico Chicago Bulls de Michael Jordan, em 1995-96, de 72 vitórias e 10 derrotas. Todos esse números e as grandes atuações chamaram os holofotes e, para muitos, Curry era indubitavelmente o melhor jogador do planeta. E quanto a LeBron James?

LeBron James ganhou o apelido de “King James” não por acaso. Um verdadeiro fenômeno desde que estreou na NBA, em 2003, é amplamente reconhecido como o melhor jogador do mundo há quase uma década! Apesar de atuar como ala, desempenha todas as funções em quadra com nível próximo da excelência. Atualmente com mais de 26.000 pontos e com um considerável tempo de carreira restante, tem tudo para se tornar um dos maiores pontuadores da história da NBA.

LeBronJames

King James, em ação pelo Cleveland Cavaliers, contra o Golden State Warriors

Pois bem, King James, estrela maior do basquete mundial, ofuscado pela brilhante temporada de Stephen Curry e do Golden State Warriors. Continuaria assim?

Quis o destino que o Golden State Warriors e Cleveland Cavaliers repetissem a final da NBA da temporada 2014-15. Era a chance de King James se redimir e trazer o primeiro título da história da NBA à sua cidade natal, Cleveland.  E não poderia ser de um jeito mais espetacular! Depois de estar perdendo a série por 3-1, os Cavaliers acordaram na série, e com atuações monstruosas de King James, viraram a final e sagraram-se campeões! Pela primeira vez na história um time virava uma série depois de sair perdendo por 3-1.

LeBronJamesFinalGame7

Com triplo-duplo no jogo 7, Lebron James foi eleito o MVP das Finais da NBA 2016.

É digno de nota as brilhante atuações de Kyrie Irving nas finais, um show a parte. Uma nota também aos outros jogadores do Cleveland Cavaliers, afinal ninguém faz nada sozinho, nem mesmo um rei. A final da NBA reafirmou o que muitos já sabiam, e alguns pareciam esquecidos: LeBron James é o rei do basquete atual. Restou ao time do Golden State Warrior, e Stephen Curry, se curvarem perante The King James, o rei que mostrou merecer todo o respeito do mundo.

Anúncios

Abre o Jogo – Obrigado, Kobe!

O esporte é capaz de mover multidões, criar histórias de superação e amor eternizadas e formar ídolos e exemplos para milhões de pessoas. Lendas, mitos, ícones, gênios, heróis. Muitos podem receber tais identificações, mas poucos são grandes o suficiente para que tudo isso pareça pequeno diante de seu próprio nome. Um deles certamente é Kobe Bryant.

kobebryant

Kobe Bryant fez seu último jogo na carreira.

Kobe encerrou, às 2h00 da madrugada de 14 de abril de 2016, a sua brilhante carreira. E foi uma noite mágica! Mesmo aos 37 anos de idade e com o corpo já claramente debilitado, o astro dos Los Angeles Lakers teve atuação impecável, fez 60 pontos na vitória por 101 x 96 sobre o Utah Jazz e bateu o record de pontos de um jogador na temporada (a marca anterior era de 59 pontos de Anthony Davis)! Um final digno de cinema, um roteiro de epopeia! Uma história digna de Kobe Bryant!

Kobe, que escrevera uma carta há alguns meses declarando seu amor ao basquete e a tudo que o esporte e os fãs lhe proporcionara, mostrou, ontem, da maneira mais linda o tamanho desse amor e do respeito para com o esporte e com fãs. Tudo grandioso, tudo perfeito, tal como somente um herói poderia fazer. Nas palavras dele depois do jogo, a evidência do caráter e honra de um homem, e de um pai, que é um exemplo admirável:

– Obrigado a todos pelo carinho. Foi inesquecível. Vocês moram no fundo do meu coração. Muito obrigado por tudo o que vocês fizeram. Não só hoje como em toda a minha carreira. Um final perfeito seria com um campeonato. Mas essa noite voltando a jogar bem e proporcionando pela última vez um momento assim a todos me deixa muito feliz.O mais legal para mim foi que os meus filhos realmente me viram jogar como eu costumava jogar.

kobebryantdespedida

Festa de despedida e homenagens à Kobe Bryant após término do jogo.

Depois de tudo que Kobe fez ontem, não resta dizer mais nada. Basta fazer como o mundo fez ontem, da maneira mais simples e mais sincera possível. Só resta agradecer: Obrigado, Kobe!

Cavadinha – O que mais pode fazer Stephen Curry?

Stephen Curry é o atual MVP (do inglês Most Valuable Player) da NBA, ou seja, é atualmente o melhor jogador de basquete do mundo. Principal jogador do Golden State Warriors, Curry não só conduziu o time ao título da última temporada da principal liga de basquete do mundo, como segue a passos largos para repetir o feito na atual temporada.

stephencurry

Falar de Stephen Curry e do Golden State Warriors é chover no molhado. O time vem fazendo uma das melhores campanhas da história da NBA e tem chances reais de bater o recorde do Chicago Bulls de 1995/1996, quando este conseguiu 72 vitórias nos 82 jogos da temporada regular da NBA. O Warriors já soma 40 em 44 jogos! Enfim, o time é espetacular, o elenco é excelente e com isso as vitórias e os recordes vêm naturalmente.

Porém, esse post não é para falar de naturalidades do esporte, mas de anormalidades. No último jogo do Golden State Warriors, Curry fez algo mágico: duas cestas seguidas de antes do meio da quadra! Para completar, a primeira não valeu, porque o arremesso foi realizado depois do cronômetro do primeiro quarto zerar. Como se já não fosse suficientemente incrível, Curry também tentou o arremesso no apagar das luzes do segundo quarto, e ele acertou de novo! Ponto computado e explosão no estádio.

Boas atuações, pontos, vitórias, recordes… são coisas do esporte. Desafiar as leis da probabilidade e da lógica são feitos históricos. Isso Stephen Curry já mostrou que pode fazer. Para ver o vídeo com seus próprios olhos basta clicar aqui. Agora fica a pergunta no ar: o que mais pode fazer Stephen Curry?