Arquivo mensal: abril 2016

Top X – 5 Apostas Para a Sexta Temporada de Game of Thrones

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

Baseado na série de livros As Crônicas de Gelo e Fogo (A Song of Ice and Fire no original) de George R. R. Martin, Game of Thrones é uma série de televisão produzida pelo HBO de enorme sucesso mundial. Criada por David Benioff e D. B. Weiss, a série se tornou um grande sucesso de crítica e de popularidade, notabilizando-se como uma das maiores e mais icônicas séries de todos os tempos.

1434624

Intro oficial da série.

Game of Thrones aproxima-se de sua sexta temporada e, nesse Top X, traremos uma lista com 5 coisas que achamos muito prováveis de acontecer nessa sexta temporada. Nossas apostas não foram baseadas nas revelações e suspenses levantados pelos teasers e pelo trailer, pois ali já temos alguma noção do que veremos. Tentamos ir além e apostar em coisas que ainda não foram reveladas. Então preparem-se e confiram nossas apostas!

[AVISO: O TEXTO ABAIXO PODE CONTER SPOILERS!!! SE VOCÊ AINDA NÃO ASSISTIU A GAME OF THRONES OU MESMO LEU OS LIVROS DE GEORGE R. R. MARTIN, LEIA POR SUA CONTA E RISCO.]

5 – Tyrion soltará os outros dois dragões de Daenerys: Viserion e Rhaegal

Uma aposta um pouco óbvia, até pelo que foi revelado no último trailer. Tyrion soltará os dois dragões de Daenerys, Viserion e Rhaegal, e poderá mudar completamente o rumo do jogo e de toda a trama. Sabemos que capacidade e engenhosidade o pequeno Lannister tem de sobra. Agora resta saber: como ele usará os dragões?

tyrion-lannister

4 – Petyr Baelish, o Mindinho, descobrirá sobre os White Walkers

Uma aposta um pouco aleatória, mas que pode se concretizar. Mindinho é uma grande incógnita e seus objetivos são totalmente obscuros. Apostamos que ele possa tomar conhecimento da maior guerra de Game of Thrones e, por conseguinte, planejar e mudar o seu rumo de alguma forma, quer seja para o bem ou para o mal. Sabemos a capacidade manipuladora, estratégica e sorrateira que ele joga, seu papel pode se tornar vital. Não duvidemos de Petyr Baelish!

peytr-baelish

3 – Morte de Tommen Baratheon

Cersei já havia recebido a profecia de que perderia seus três filhos. Joffrey morreu na quarta temporada, Myrcella morreu no final da quinta. É a vez de Tommen? Apostamos que sim! O atual Senhor dos Sete Reinos deve morrer e abrir comportas para mais uma grande questão: quem assumirá o lugar no trono de ferro?

tommon-baratheon

2 – A Volta de Jon Snow

Possivelmente a aposta que os fãs mais querem ver concretizada seja a volta de Jon Snow. Não vejo outro personagem capaz de enfrentar os Outros e, porque não, ser o Azor Ahai, o grande guerreiro que salvará Westeros na longa noite. Também haverá a chamada “Guerra dos Bastardos”, guerra dita entre os bastardos Ramsey Snow e Jon Snow. O ator Kit Harington já foi visto em sets de filmagem, além disso, tem mantido a aparência do personagem. Fortes indícios de que Jon continuará em cena nessa temporada. Resta saber se ele irá ressuscitar ou voltará como um zumbi ou algo mais alternativo.

jon-snow-ghost

1 – O reaparecimento de Benjen Stark

Essa é uma das apostas mais altas e mais improváveis. Haverá a “Batalha dos Bastardos”, como estão chamando, e provavelmente será a batalha do episódio 9 da sexta temporada. Apostamos que, até lá, Benjen Stark já terá reaparecido e exercerá papel importante na guerra e no decorrer da trama.

benjen_stark

Esse foi nosso Top X com cinco apostas para a tão aguardada sexta temporada de Game of Thrones! E então, o que acham? Quais são suas apostas? Compartilhem conosco! E que venha a Season 6!

Anúncios

Abre o Jogo – Obrigado, Kobe!

O esporte é capaz de mover multidões, criar histórias de superação e amor eternizadas e formar ídolos e exemplos para milhões de pessoas. Lendas, mitos, ícones, gênios, heróis. Muitos podem receber tais identificações, mas poucos são grandes o suficiente para que tudo isso pareça pequeno diante de seu próprio nome. Um deles certamente é Kobe Bryant.

kobebryant

Kobe Bryant fez seu último jogo na carreira.

Kobe encerrou, às 2h00 da madrugada de 14 de abril de 2016, a sua brilhante carreira. E foi uma noite mágica! Mesmo aos 37 anos de idade e com o corpo já claramente debilitado, o astro dos Los Angeles Lakers teve atuação impecável, fez 60 pontos na vitória por 101 x 96 sobre o Utah Jazz e bateu o record de pontos de um jogador na temporada (a marca anterior era de 59 pontos de Anthony Davis)! Um final digno de cinema, um roteiro de epopeia! Uma história digna de Kobe Bryant!

Kobe, que escrevera uma carta há alguns meses declarando seu amor ao basquete e a tudo que o esporte e os fãs lhe proporcionara, mostrou, ontem, da maneira mais linda o tamanho desse amor e do respeito para com o esporte e com fãs. Tudo grandioso, tudo perfeito, tal como somente um herói poderia fazer. Nas palavras dele depois do jogo, a evidência do caráter e honra de um homem, e de um pai, que é um exemplo admirável:

– Obrigado a todos pelo carinho. Foi inesquecível. Vocês moram no fundo do meu coração. Muito obrigado por tudo o que vocês fizeram. Não só hoje como em toda a minha carreira. Um final perfeito seria com um campeonato. Mas essa noite voltando a jogar bem e proporcionando pela última vez um momento assim a todos me deixa muito feliz.O mais legal para mim foi que os meus filhos realmente me viram jogar como eu costumava jogar.

kobebryantdespedida

Festa de despedida e homenagens à Kobe Bryant após término do jogo.

Depois de tudo que Kobe fez ontem, não resta dizer mais nada. Basta fazer como o mundo fez ontem, da maneira mais simples e mais sincera possível. Só resta agradecer: Obrigado, Kobe!

Abre o Jogo – Davi, Wendell Lira e o Leicester City

A maior surpresa do momento no futebol mundial é o Leicester City Football Club. De quase rebaixado na última temporada e principal candidato ao rebaixamento na atual, o Leicester é líder isolado da badalada Premier League e, a cada rodada, a equipe se aproxima cada vez mais do título inglês e da entrada definitiva para a história. Mas afinal, qual é o tamanho do feito dos “Foxes”?

Leicester-Okazaki-Vardy-Mahrez

Shinji Okazaki, Jamie Vardy e Riyad Mahrez: o trio de ataque do Leicester.

O Leicester é um time pequeno da Inglaterra, mais um dos tantos que tem como realidade a alternância entre a primeira e segunda divisão ao longo da história. Um número que ilustra bem isso é o tempo do time na segunda divisão nos últimos anos. Para ser mais preciso o Leicester passou 10 anos na segunda divisão, entre as temporadas de 2003-04 e 2013-14. Sagrou-se campeão da Championship em 2013-14 e retornou a Premier League desde então. No ano seguinte uma arrancada histórica nas últimas rodadas e a fuga do rebaixamento praticamente certeiro. Começou a temporada 2015-16 como o mais desacredito time da primeira divisão. Contudo, um milagre aconteceu, ou melhor, acontece diante de nossos olhos.

A história do Leicester lembra outra que ocorreu também este ano: a história de Wendell Lira. Quando Wendell foi indicado ao prêmio Puskas de gol mais bonito do ano, pouquíssimos acreditaram que ele poderia chegar à final. Ele chegou, e mais do que isso, venceu a disputa contra ninguém menos que o “gigantesco” Lionel Messi, melhor jogador de futebol do mundo. O rapaz que chegou a ficar desempregado, vendendo salgados junto da própria mãe, ganhava o prêmio de gol mais bonito do ano jogando pelo Goianésia, no Campeonato Goiano. História daquelas que só o futebol pode proporcionar.

wendell-lira-premio-puskas

Wendell Lira discursa após receber o Prêmio Puskas.

Ao receber o prêmio, Wendell discursou da seguinte maneira: “Queria, primeiramente, agradecer a Deus por este momento único na minha vida. Poder estar aqui conhecendo grandes jogadores que são meus ídolos, que eu conhecia só de videogame e hoje estou aqui conhecendo pessoalmente. Queria agradecer muito à minha família, à nação brasileira que votou em mim, à minha esposa e minha filha, que são tudo para mim. Minha filha Marcela está em casa esta hora. Queria deixar uma passagem bíblica. Quando Golias apareceu, todo mundo olhava para ele e falava: ‘ele é muito forte. Ele é muito grande, não tem como ganhar dele’. E Davi, quando olhou para Golias, disse: ‘ele é muito grande, não tem como errar’. E assim temos de lidar com nossos problemas diários na nossa vida. Assim, agradeço a todos. Muito obrigado.”.

O brilhante discurso de Wendell Lira ilustra sua própria jornada, nos faz lembrar de outras histórias e sintetiza muito do que acontece com o Leicester. Afinal, quem imaginaria que o pequenino time azul poderia vencer os gigantes e endinheirados clubes do Campeonato Inglês? Quem imaginaria um roteiro tão épico quanto esse que escreve o Leicester na história do futebol? Não é pra menos que a história dos “Foxes” é chamada de “conto de fadas”. Poderia ser também um épico bíblico, digno de um Davi e Golias.

claudio-ranieri-leicester-city

Claudio Ranieri é o comandante do Leicester. Curioso é que o técnico colecionava fracassos e ressurgiu com o milagre dos “Foxes”.

O fato é que o feito do Leicester é a epopeia do futebol atual e uma das incríveis histórias que o esporte pode tornar realidade. Mais do que isso, torna-se juntamente com a história de Wendell Lira, e também a história de Davi e Golias, um exemplo admirável para a vida. Para nós, pessoas buscando sonhos e enfrentando problemas diários, uma lição de vida para aprendermos a não desistir jamais de lutar e confiar sempre na vitória, não importando o tamanho da dificuldade enfrentada.

Aqueles que, excetuando torcedores do Tottenham e do Arsenal, torcem contra o Leicester, pensem melhor. A vitória do pequeno time inglês será um épico que jamais se perderá, que será gravado para sempre na memória das pessoas e, sobretudo, mostrará mais uma incrível história de superação e de certeza que sonhos podem se tornar realidade, basta acreditar e lutar por eles. Que vença o Leicester pelo bem do futebol, do esporte, dos nossos sonhos e da vida.