Top X – As 12 Cenas Mais Marcantes de Game Of Thrones

Esta é a seção Top X, onde elaboramos um Top que pode ser sobre os mais diversos assuntos. A letra X no título é propositalmente uma incógnita, pois poderemos fazer um Top com qualquer valor.

Baseado na série de livros As Crônicas de Gelo e Fogo (A Song of Ice and Fire no original) de George R. R. Martin, Game of Thrones é uma série de televisão, produzida pela HBO, de enorme sucesso mundial. Criada por David Benioff e D. B. Weiss, a série alcançou o livro dos recordes como a de maior exibição simultânea ao redor do mundo. Sucesso de crítica e de popularidade, Game of Thornes notabilizou-se como uma das maiores séries da história, ainda que não tenha chegado a conclusão de sua grandiosa saga.

1434624

Intro oficial da série

Nesse Top X, traremos uma lista com as 12 cenas mais marcantes da primeira até a quinta temporada. Para criar a lista consideramos a qualidade técnica da cena, a atuação dos atores, as ações dos personagens, o quão marcante ela foi, sua importância no enredo, seu propósito e sua coerência. Sem mais delongas, segue a lista com as 12 melhores cenas de Game of Thrones.

[AVISO: O TEXTO ABAIXO CONTÉM SPOILERS!!! SE VOCÊ AINDA NÃO ASSISTIU A GAME OF THRONES OU MESMO LEU OS LIVROS DE GEORGE R. R. MARTIN, LEIA POR SUA CONTA E RISCO.]

12 – Ataque ao Castelo Negro e Morte de Ygritte

O episódio 9 da quarta temporada de Game of Thrones é um dos mais incríveis em termos de efeitos especiais (tem até gigantes montados em mamutes!). Na invasão dos selvagens à muralha vemos grandes batalhas, estratégias de ataque e de defesa muito interessantes e uma tensão muito bem criada pelos diretores. No ponto mais alto do episódio temos Jon Snow frente a frente com Ygritte que acaba sendo mortalmente ferida por Olly e morre nos braços de Jon. Suas últimas palavras não poderiam ser diferentes: “Você não sabe de nada, Jon Snow.”.

game-of-thrones-the-watchers-on-the-wall1-1024x680

O derradeiro encontro entre Jon Snow e Ygritte

11 – A Batalha de Blackwater

A Batalha de Blackwater foi ao ar no episódio 9 da segunda temporada e foi marcante pelas estratégias de guerra ali utilizadas e pelo espetáculo visual incrível que proporcionou. Como não se lembrar da brilhante engenhosidade de usar fogovivo? E a magnífica encenação da explosão do fogovivo em meio à baía das águas negras? Como se já não bastasse essa contemplação visual muito bem dirigida com ótimos quadros e cenas, temos ainda um confronto que deixa o telespectador bastante empolgado. Há ainda um fabuloso discurso de Tyrion Lannister e a impagável oportunidade de ver o odiado Joffrey fugir covardemente da guerra. Outro ponto importante é a fuga do Cão de Caça, que após essa guerra toma rumos totalmente diferentes na história e cresce como personagem. A guerra termina com a intervenção de Lorde Tywin Lannister, que chega a Porto Real para assumir sua posição como Mão do Rei, e a derrota de Stannis Baratheon.

Blackwater-explosion

A explosão de fogovivo na baía das águas negras de Porto Real

10 – O Poder de Melissandre

Melissandre é uma sacerdotisa que serve ao deus R’hollor, também conhecido como o Senhor da Luz. O poder de Melissandre está intimamente relacionado à sua fé e seus feitiços em nome do Senhor da Luz. A Sacerdotisa Vermelha acredita que Stannis Baratheon é Azor Ahai renascido, aquele que irá salvar o mundo do Grande Outro, o inimigo de R’hollor, embora ainda não se possa confirmar se é realmente Stannis ou outros personagens que encaixam ainda mais nos dizeres da profecia. Discreta na primeira temporada, Melissandre demonstra pela primeira vez seu poder ao “engravidar” de Stannis e assim dar a luz a uma sombra (bizarro, não?) que tomou a forma de seu “pai” e assassinou Renly Baratheon. A morte de Renly faz com que o exército de seu irmão dobre de tamanho e lhe dá a força militar necessária para atacar Porto Real. A cena é marcante por expor o poder de Melissandre e destacar a força de R’hollor pela primeira vez, o que futuramente será imprescindível na série, além de claro, o destaque da atuação de Carice van Houten. A sequência foi ao ar no final do episódio 4 e no início do episódio 5 da segunda temporada.

09 – A Morte de Lysa Arryn

Petyr Baelish, mais conhecido como Mindinho, é o personagem mais intrigante e misterioso de Game of Thrones. Alguém sabe qual é a dele? A cena em quem Lysa Arryn morre, jogada pela Porta da Lua por Mindinho é marcante por colocar mais uma grande interrogação no telespectador. Lysa já havia revelado, numa conversa com Mindinho, que ambos foram os responsáveis pela morte de Jon Arryn, evento que desencadeou toda a guerra pelo Trono de Ferro. Quando ainda estamos chocados em saber que foi Mindinho o responsável e achamos que finalmente estamos começando a entender seus planos, ele mata Lysa. E mais uma vez o telespectador fica sem entender os verdadeiros planos de Lorde Baelish. Mindinho é um dos pilares da série, e um dos homens mais perigosos e misteriosos de Westeros. Fiquemos de olho nele, pois algo muito grande o mesmo está tramando.

08 – A Morte de Joffrey Baratheon

Joffrey Baratheon conseguiu a proeza de ser o personagem mais odiado de Game of Thrones e possivelmente um dos mais odiados da história da ficção. Um feito e tanto! A morte do “Rei” foi ao ar no episódio 2 da quarta temporada e foi era um dos momentos mais aguardados por todos os fãs da série. A preparação para a cena foi ótima, com Joffrey sendo Joffrey e humilhando Tyrion enquanto se divertia na sua festa de casamento. Envenenado, o “Rei” morre nos braços de sua mãe, não sem antes deixar sua última cartada, acusar seu tio de regicídio. A morte de Joffrey foi um ponto alto e importantíssimo da história, além de ter sido o momento mais aguardado por  todos desde então.

Joffrey-GoT-s004-e02

“Mamãe me ajuda!” – Joffrey teve o que mereceu

07 – A Víbora Contra a Montanha

Oberyn Martell se tornou, em pouco tempo de cena, um dos personagens mais carismáticos de Game of Thrones. A cena da luta entre a Víbora Vermelha e a Montanha foi ao ar no episódio 8 da quarta temporada e contou com uma atuação brilhante de Pedro Pascal. Tudo que antecedeu a luta, tudo que a mesma envolvia e a forma como se denrolou fez ela se tornar memorável. A batalha em si foi uma das mais legais de toda a série, mostrando uma obstinação insaciável de Oberyn e culminando com um chocante final para ele, para Tyrion e para todos os telespectadores.

game-of-thrones-the-mountain-and-the-viper

Oberyn Martell vs Sor Gregor Clegane

06 – O Casamento Vermelho

O Casamento Vermelho foi ao no episódio 9 da terceira temporada de Game of Thrones. A cena é memorável por ser a maior chacina da história da série até então, pelo menos no que si diz a personagens importantes. Conspirando contra Robb Star, autoproclamado o Rei do Norte e que quebrou uma promessa com Lorde Walder Frey, este junto com o Tywin Lannister e Roose Bolton, armam uma emboscada para Robb, na qual ele, sua mãe Catelyn Stark, sua esposa Talisa Stark (grávida) e seu lobo Vento Cinzento são brutalmente assassinados. Todo o clima criado para a cena, a canção The Rains of Castemares sendo ressoada no fundo, o clima de tensão subindo gradualmente, criam uma ambientação perfeita para o momento. Muito bem dirigida, impactante, com grandes atuações e sendo um ponto importantíssimo na história por marcar o fim definitivo da Guerra dos Cinco Reis, o Casamento Vermelho é uma das mais memoráveis cenas de Game of Thrones.

Red-Wedding

Estavam tocando “The Rains of Castemares”, Robb! É claro que ia dar merda!

05 – A Morte de Tywin Lannister

A morte de Tywin Lannister foi a cena final da excelente quarta temporada de Game of Thrones. A cena é reflexo da grande mudança que Tyrion sofreu e dá um fim irônico e absolutamente perfeito a Tywin Lannister. Afinal, ver o homem mais poderoso do continente ser assassinado enquanto estava na privada é sensacional! E por sinal, morto pelas mãos do próprio filho que ele sempre quis matar, julgado por ser um anão. A morte de um dos pilares do mundo de Game of Thrones (Tywin Lannister) é um ponto de virada importantíssimo e aconteceu num ótimo momento da história.

04 – A Morte de Eddard Stark

Game of Thrones é o sucessos que é muito por ser imprevisível e não fazer cerimônias por nenhum personagem. A cena da morte de Ned Stark é o primeiro e grande choque para o telespectador, marcando o caráter inconfundível da série. Durante toda a primeira temporada Lorde Eddard Stark, Senhor de Winterfell, despontou como o grande protagonista da série. Personagem de grande imposição, com um senso inigualável de honra e justiça, e uma excelente atuação de Sean Bean, conquistou o público rapidamente. Na cena em questão, que foi ao ar no episódio 9 da primeira temporada, vemos um Lorde Stark que depois de passar um bom tempo em cativeiro, decide abrir mão de sua honra para poupar sua vida, não por ele, mas pensando no bem de sua filhas, confessando crimes que ele não cometeu. O desgraçado do Joffrey ainda assim o decapita, e o telespectador chocado se pergunta o que seria da série sem seu suposto protagonista.

Ned-Stark-death

Eddard Stark morreu como um traidor

03 – O Nascimento dos Dragões de Daenerys Targaryen

A cena do nascimento dos dragões de Daenerys é a cena que fecha a brilhante temporada de estreia de Game of Thrones. O momento em específico é fruto do sacrifício do corpo de Khal Drogo e da bruxa, condenada por Daenarys como responsável pela morte do mesmo, num ritual de fogo onde a própria Targaryen entra no fogo para participar, levando os adormecidos ovos de dragão juntos. O resultado? Daenerys surge intacta do fogo após o fim do ritual, e com três pequenos dragões em seus braços. Nascia ali a “Mãe dos Dragões” e começava o grande ponto de virada para a personagem. Após isso, Daenerys “Nascida da Tormenta” rumou para o grande salto que a personagem daria e traçou um novo caminho para um importantíssimo núcleo da trama. Ver Daenerys surgir nua, intacta do fogo e com três filhotes de dragões no corpo foi, sem dúvidas uma cena muito marcante, que aliada a importância e o propósito para o enredo, a atuação de Emilia Clarke e qualidade técnica da cena, fazem dela uma das mais memoráveis de toda a série. É digno de nota que durante todo o acontecimento, passava pelo céu o cometa vermelho.

Game.of.Thrones.S01E10.Fire.and.Blood

Daenerys Targaryen passou a ser a “Mãe dos Dragões”

02 – A confissão de Tyrion Lannister

O julgamento de Tyrion Lannister e o sua memorável confissão foi ao ar no episódio 6 da quarta temporada. A cena é emblemática em vários sentidos. Ela marca o ápice da monstruosa atuação de Peter Dinklage como o anão da Casa dos Leões. Na confissão temos o emblemático desabafo de Tyrion, um cuspe na cara da sua família, dos outros representantes da nobreza e de toda a cidade de Porto Real. A cena também é importantíssima, pois estabelece todo o desenvolvimento do personagem e serve como ponto de partida para a virada que ele terá logo em seguida, dando ainda mais profundidade ao já complexo e intrigante Lannister. Determinante para as futuras ações de Tyrion, o propósito da cena, a coerência com sua personalidade, a importância para o enredo geral da obra e todo o impacto do brilhante discurso fazem dela a segunda mais memorável cena de Game of Thrones.

GameOfThrones-S04e06

Tyrion Lannister em sua memorável confissão

01 – A Batalha de Hardhome

A Batalha de Hardhome, cena que foi ao ar no episódio 08 da quinta temporada, é uma mistura de tensão e energia espetacular. A luta de Jon Snow contra o White Walker é fenomenal e consegue criar no telespectador a inquietude necessária à cena, que aliado a todo o massacre no restante da batalha, trás o verdadeiro horror dos Outros. Somado a tudo isso temos o mais espetacular de toda essa batalha: o final. Ver o líder dos White Walkers erguer todos os incontáveis mortos em batalhas e adicioná-los ao seu já imenso exército é de chocar profundamente o telespectador. A expressão de Jon Snow ao ver o terror diante de seus olhos traduz muito bem esse momento. É então que nós finalmente vemos e conseguimos mensurar a insignificante relevância da guerra pelo Trono de Ferro perante a esse real e imensurável problema. O inverno chegou. Essa é a certeza que fica. O mais assombroso? Os Sete Reinos não têm a mínima chance de vencer.

game-of-thrones-s05-e-08

É nessa hora que todo mundo pensou: “Agora ferrou de vez!”

E esse foi o nosso Top X com as 12 melhores cenas de Game of Thrones! Faltou alguma? Acha que teremos mais cenas tão memoráveis quanto essas na sexta temporada? Comente, discorde, concorde, monte sua lista também. E que venha a sexta temporada de Game of Thrones!

Anúncios

Sobre Thiago

Um grão de areia no olho do furacão.

Publicado em 11 de dezembro de 2015, em Top X e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. Ficou muito bem organizado.Realmente são 12 cenas de extrema importância para a série

    Curtido por 1 pessoa

  2. Batendo palmas aki….Amei cada uma delas ,pois são o ápice de cada momento …Serei sua seguidora…

    Curtido por 1 pessoa

  3. Legal que são 12 cenas sensacionais e ainda ficaram faltando várias outras. Como a caminhada da Cercei e quando a Dany toma seu exercito de imaculados. Além do terrível sacrifício da Shireen.

    Curtido por 1 pessoa

  4. A cada temporada se sucedem cenas memoráveis. Como a morte (e depois a ressurreição) de Jon Snow, a batalha dos bastardos, a explosão do Septo com o clero e a nobreza dentro… teremos ainda muitas cenas espetaculares, com certeza.

    Curtido por 1 pessoa

  1. Pingback: Top X – Os 6 Melhores Momentos da Sexta Temporada de Game of Thrones | Capital Cultural

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: